segunda-feira, maio 23, 2022

Regra

Há uma regra de ouro em diplomacia: nunca se confronta um parceiro próximo, em especial se se tratar de um aliado, com uma surpresa que, à partida, se sabe não lhe ser confortável. Ou melhor: se tal acontece, isso revela falta de consideração de uma parte em relação à outra.

4 comentários:

Luís Lavoura disse...

Muito bem. Essa regra não deve ser aplicada somente na diplomacia, mas também na política interna. Por exemplo, o Presidente da República e o Primeiro Ministro não devem presentear-se um ao outro com surpresas desconfortáveis. Nem devem fazer o outro tomar conhecimento de coisas através da comunicação social.

Nuno Figueiredo disse...

Nem mais.

Flor disse...

Em diplomacia e não só!

José Figueiredo disse...

Sim, parece-me elementar...
José Figueiredo

A carta da Líbia

Naquela segunda metade da década de 70, as relações entre Portugal e os países árabes iam de vento em popa. Os mercados árabes, diluídas que...