quarta-feira, 6 de maio de 2020

Munchau

Se eu estivesse no lugar de António Costa ou de Mário Centeno, este tweet de Wolfgang Munchau, que não é um produtor de “bocas”, mas é um observador muito atento de sinais (vitais), far-me-ia perder uns minutos de sono: “Other real bullet is the German court's explicit accusation that ECJ transgressed its competences, and is therefore to be ignored. Will open floodgates. This is the German version of Brexit.”

6 comentários:

Anónimo disse...

Attaque da Alemanha à Uniāo Europeia.
Rendez-vous dentro de 3 meses...

C.Falcao

Anónimo disse...

O António Costa não compreende o inglês...

dor em baixa disse...

No plano político a Alemanha parece muito interessada em que a UE não soçobre, até porque as suas hipóteses aumentaram com a saída do RU. Vale a pena um esforço financeiro. Já no plano jurídico o Tribunal Constitucional vai verificar tudo muito bem e se houver desconformidade (de que resultem prejuízos para os cidadãos alemães)as condições de atuação financeira, provavelmente terão que ser alteradas.

Jaime Santos disse...

Parece-me que a resposta do BCE vai ser esta: https://causa-nossa.blogspot.com/2020/05/europa-26-um-problema-em-estrasburgo.html.

A questão é, em face disso, o que irão fazer os juízes alemães? Resignar-se à ideia de que a interpretação da Lei Europeia que conta é a do TJUE, ou obrigar a Alemanha a abrir uma crise? Desde logo, se há País que beneficia com o Euro, esse País é a Alemanha...

Anónimo disse...

Sim, não havendo bissetriz viável entre estes dois Tribunais -o de uma incipente dita União Europeia e outro de uma mais que estável Alemanha- a "jurisprudência" a pervalecer parece óbvia.
Dir-se-ia que quem tem o poder para inventar o negócio afinal também tem o poder para o encerrar (obtida que foi a mais valia).
"E agora José?
A festa acabou .
...
você marcha, José!
José, para onde?"
C. Drummond de A. (em 1942).

Anónimo disse...

Alemanha volta a atacar
Fernando Neves