quinta-feira, 28 de maio de 2020

A Europa mexe

A acreditar na primeira leitura das medidas europeias anunciadas, há duas resistências que se quebram: a mutualização de alguma dívida e a eventual criação de novos recursos próprios. A Europa mexe.

3 comentários:

Jaime Santos disse...

A Alemanha já percebeu que se a Itália cair, a seguir cai a Espanha e depois talvez a França e lá se vai o Euro e o Mercado Único. De facto, nenhuma destas nações é a Grécia...

Os alemães, que são pessoas inteligentes, Schaeuble pelos vistos incluído, são adeptos do Marxismo de tendência Groucho, se os meus princípios não se adequam à realidade, arranjo outros.

Melhor do que ser-se Marxista tendência Chico, como muita gente na nossa Esquerda, em que é que acreditas, em mim ou nos teus próprios olhos?

dor em baixa disse...

Quando se trata de finança a Europa mexe sempre qualquer coisa.
Quando se trata de outro assunto, designadamente nacionalismos e abordagens de conjunto, aí já a porca torce o rabo.

Anónimo disse...

Are You Sure?