quinta-feira, 28 de maio de 2020

Adeus, CDS ?

O teor das declarações do nóvel líder do CDS, quanto ao Chega e a Orbán, deixa claro a que mercado de votos pretende aceder. Fica tudo mais claro, facilitando e legitimando a escolha dos adjetivos para qualificá-lo.

5 comentários:

Jaime Santos disse...

Perante um tremor de terra, como bem notou o Sr. Embaixador, Ardern mantém nervos de aço, e o Chicão treme.

A concorrência do Chega é mais ou menos a mesma coisa. Assim, o CDS acabará, as pessoas preferem sempre o original à cópia.

Fica no entanto a pergunta, o que faz um Partido católico e conservador como o CDS a aliar-se com uma estranha coligação de fascistas e neo-nazis, ultra-liberais e evangélicos que devem dizer da Igreja de Roma o que Maomé não diria do toucinho? Isto para além duns senhores que parecem ter problemas com a Justiça...

João Cabral disse...

Mais um para aplicar o rótulo de fascista? Sai tão facilmente que começa a esboroar-se o seu significado, e isso é que é perigoso.

Anónimo disse...

O PS pode aliar-se a partidos da extrema esquerda, anti-tudo, inclusivamente, anti-democracia burguesa, amigos de ditaduras e demagógicos, até dizer chega. Mas o CDS já não pode aliar-se a um partido que tem propostas demagógicas. Dois pesos e duas medidas.

Jaime Santos disse...

Caros João Cabral e anónimo das 16:15,

Um Partido que propõe o confinamento de pessoas com base na sua etnia segue as políticas aplicadas pelo III Reich. Logo, as propostas que defende nem sequer são simplesmente fascistas (muito menos simplesmente demagógicas).

Não se trata pois do uso de uma palavra de ânimo leve, trata-se de uma constatação.

Quem não quer ser lobo não lhe deve vestir a pele... É tão simples quanto isso.

Ou, em termos algo mais humorísticos, se algo anda como um pato, grasna como um pato e tem penas, é um pato...

Aliás, o CM e a CMTV concordam comigo. Ainda bem. Piam é tarde, depois de terem andado ao colo com Ventura estes anos todos...

Quanto à questão da aliança do PS com o PCP, um Partido Marxista-Leninista assumido (o BE é um Partido Socialista Democrático que aceita que a Democracia é um fim em si mesmo), gostaria que me indicassem onde é que o PCP defende propostas como as do Chega. O PCP pode ter muitos defeitos, mas é e sempre foi um Partido Anti-Racista.

Aliás, o PCP nem sequer defende a alteração do quadro constitucional (algumas pessoas falam das revisões constitucionais a partir de 1976 como atropelos, o que quer dizer que manifestamente não perceberam a regra de que uma maioria de 2/3 tem legitimidade para mudar a CRP). Ventura fala numa IV República.

A comparação é pois completamente descabida.

Mas imagine, caro anónimo, que eu admitia que você até tinha razão (não tem, pelas razões indicadas acima) e que de facto eu estava a ser tão hipócrita como o Doutor Ventura (os exemplos de que ele considera que as regras que se devem aplicar a outros não são boas para ele já são legião).

Será então que o caminho do PS deveria ser copiado pelo CDS, o tal Partido Católico e Conservador? Será que a atitude de Costa ao abrir a porta à Geringonça dá uma espécie de salvo-conduto moral a Francisco Rodrigues dos Santos? Porque parece que é isto que o meu caro está a afirmar...

Vá lá ver na Bíblia as palavras que Cristo reserva para os hipócritas. Eu, como não sou crente, não tenho que as temer, mas parece-me que os militantes do CDS que têm fé têm e muito...

Esses e os militantes evangélicos do Chega, que não se percebe o que fazem num Partido que segue políticas claramente anti-cristãs (os nazis eram neo-pagãos). Ou será que, como os evangélicos que apoiam Trump e se desculpam que somos todos pecadores quando lhes apontam o comportamento do Presidente Americano, o que lhes importa é chegar ao poder?

Pois, somos todos pecadores, mas a hipocrisia parece que é reservada para alguns, que julgam que a afirmação de fé religiosa (escrever citações da Escritura na testa, é o que Cristo chamava a isso) chega para alcançar a salvação, independentemente das malfeitorias a que dão cobertura.

A fé verdadeira dá bons frutos, e uma árvore que não dá bons frutos tem o destino proverbial que me abstenho de citar...

Anónimo disse...

Como refere o anónimo das 16:15, só o PS, em nome dos interesses do partido pode aliar-se/coligar-se com partidos da extrema esquerda que se dizem contra a UE e ao mesmo tempo e sem qualquer critério exigem da UE e até mantêm lá os seus eurodeputados...! Os restantes partidos não se podem aliar a ninguém e então pergunta-se isto é ser democrata? Haja dignidade!