quarta-feira, março 01, 2023

Lugar aos novos...

Na sua estimável história política, o PSD (melhor dizendo, o PPD/PSD, porque isto já vem de longe) é, a longa distância, a força política portuguesa que menos "paciência" revela para líderes que tardam em se afirmar na corrida pelo poder. Uma vez mais, isto vai confirmar-se.

9 comentários:

João Cabral disse...

Especialmente quando esses líderes são medíocres. Tem sido o caso. Mas não se esqueça, senhor embaixador, da forma deselegante, no mínimo, como Costa desalojou Seguro.

Francisco Seixas da Costa disse...

João Cabral. António Costa é um excelente líder do partido e do país, como o povo português confirmou, ao dar-lhe uma maioria absoluta, depois de sete anos de poder. Quanto à substituição de AJS, esta é a minha opinião: https://duas-ou-tres.blogspot.com/2023/03/lugar-aos-novos.html?showComment=1677677595662#c578712582881858931

Unknown disse...

Não percebo, sinceramente, este comentário: "Tardam em afirmar-se..." Não é isso que as sondagens dizem.

Luís Lavoura disse...

Como sabe o Francisco que se vai confirmar? Ou trata-se apenas de uma previsão sua?

João Cabral disse...

Senhor embaixador, sabemos porque Costa, que não ganhou as eleições em 2015, depois de quatro anos de tróica, teve esta maioria absoluta (e à tangente): a esquerda acorreu a votar em peso no PS com medo do Chega. É só.

Francisco Seixas da Costa disse...

Há dias em que nem eu tenho paciência para responder a Luis Lavoura.

Francisco Seixas da Costa disse...

João Cabral: para alguma coisa útil afinal serve o Chega! Aleluia!

João Cabral disse...

Senhor embaixador, o problema é quando o brinquedo Chega rebentar nas mãos do PS, de tanto brincarem...

Catarina disse...

Não descansaram enquanto não puseram o Rui Rio na rua,porque não berrava,ou porque não arranjava oposições diárias,ou porque Rui Rio não tem a menor paciência para jornalistas ou para o FCP.Agora é mais Passos,e sabe Deus se traz o Relvas e uns quantos senhorinhos como dizia o Eugénio de Andrade.Por mim,enquanto houver guerra,voto em que fique o António Costa e as suas quotas de ministras incompetentes,mas se a guerra acabar,pode ir descansar.Veremos quem se apresenta.

Que Praga!

Ainda bem que o jogo acabou. Estava farto de ouvir chamar Chéquia à República Checa.