domingo, 30 de maio de 2021

Culpa rósea

Em Lisboa, a culpa dos festejos do Sporting foi assacada ao presidente da Câmara. No Porto, a culpa é do governo e nem uma palavra sobre a responsabilidade do respetivo edil. Para alguns, onde houver uma crise, a culpa é sempre e só de quem for socialista. Se tiver outra cor, quase sempre safa-se.

3 comentários:

João Forjaz Vieira disse...

Mas quem manda em tudo?
João Vieira

josé neves disse...

Nem do Snr. Edil nem do Snr. Pinto da Costa pois que um aceitou a festa inglesa feita no estádio e outro nas ruas;e muito bem, digo eu.
E digo muito mal ou não entendo quando o presidente do FCP, depois de aceitar lampeiramente beneficiar da festa pela utilização do estádio com milhares de ingleses que vinham de Inglaterra assistir ao jogo e fazer a festa como é seu costume, venha mostrar-se indignado por que a DGS o secretário de estado, o ministro e o PM e as polícias não foram capazes de meter os ingleses todos numa "bolha" aterrada e levantada directamente do estádio sem pisar e percorrer as ruas, cafés e bares da Cidade e esta fosse invicta da habitual festa com alcoól à inglesa.
Mais sensato era pensar que a bolha podia rebentar e então recusava a festa inglesa no seu estádio e tudo era evitado.
Depois servem-se da berraria feita nas tv de "caos", "distúrbios", "vandalismo", etc. a que as imagens não correspondiam e passam ao "desastre sanitário" e todo um palavreado escolhido que denote um sentido de banditagem à solta.
Banditagem permitida aos ingleses e interdita aos portugueses rematam, futepolísticamente, os opinadores-comentadores da bola, como na sic a pedirem a demissão de ministros; e o Snr. presidente do FCP a pedir a demissão do PM e, logo, do governo; o presidente há décadas alapado ao clube da terra pede a demissão do governo por que acha que sim ou porque precisa de receitas depois de colocar o clube em falência técnica?
Porque desta vez foi imperativo e não o fez com o seu habitual humor corrosivo e provocatório que sabe usar mas que de tanto uso por tudo e por nada ficou gasto, chato e insuportável como o demonstrou a indignação e revolta do presidente do Sporting há tempos.






Jaime Santos disse...

Ó João Vieira, até parece que estamos em ditadura chucha :)... Vejamos, o PR é de Direita, o edil da Segunda Cidade do País é um monárquico conservador não assumido e o da terceira é do PSD, a Direita governa (incluindo em coligação com a Extrema-Direita) nas duas regiões autónomas e o Governo do PS é de maioria relativa...

Coitadinha da Direita. Se não está no Poder é porque vivemos em asfixia democrática. Vão morrer longe, sim?