quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Tristeza

Há pouco, deparei, ali no Facebook, com uma troca acrimoniosa de comentários entre duas pessoas com quem tive o gosto de trabalhar num determinado posto diplomático.

Por essa época, essas pessoas mantinham entre si um esplêndido relacionamento pessoal, que muito ajudava ao convívio, são e descontraído, que sempre imperou naquela embaixada.

O que é que mudou? A política. Gente de esquerda contra gente de direita? Nada disso! Curiosamente, ambos de esquerda! (Ainda por cima simpatizantes doentios da mesma cor futebolística!)

Ao longo da vida, satisfaz-me muito constatar que nunca me zanguei com ninguém das minhas relações por motivos políticos. O contrário já não é verdade: houve amigos, muito poucos, é certo, que se foram afastando por divergências de opinião que eles terão considerado impeditivas da sustentação da normalidade da nossa relação anterior.

É triste? É, mas é a vida.

3 comentários:

Luís Lavoura disse...

"aqui no Facebook"?!

Francisco de Sousa Rodrigues disse...

Quando o egocentrismo se sobrepõe áquilo que nos liga, é assim.
Sabendo que o egocentrismo é uma característica que predomina na fase pré-escolar é sempre entristecedor ver gente adulta dar cabo de coisas de algo tão belo como a amizade por que algo lhes tocou nas vaidades e "autossuficiências".

Anónimo disse...

Julgo que o Lavoura de cada vez que chama a atenção para irrelevâncias aos autores de qualquer texto, sente-se "maior mais grande"