sábado, 29 de fevereiro de 2020

Capas

O “Expresso” de hoje traz uma manchete que, em tempos idos, o jornalismo de referência denunciaria como alarmista. Estou certo que era isso que faria o “Expresso”.