terça-feira, fevereiro 07, 2023

Moedas

É minha impressão ou Carlos Moedas vive demasiado isolado na chefia do município? Fica a ideia, e ele contribui bastante para ela com o discurso personalizado que adota, de que a sua equipa é frágil e que tudo depende dele. Ora a CML é maior do que a maioria dos ministérios!

7 comentários:

David Caldeira disse...

Vou por outro caminho. Moedas, faz muito tempo, ocupa lugares para os quais não tem competência. É um daqueles casos estranhos de pessoas que têm arte de passar pela vida profissional com uma aura que não tem correspondência com a realidade. Ora, o lugar de presidente da câmara de Lisboa, eminentemente executivo, expõe cruelmente essa realidade. Ao que acresce uma vaidade indisfarçável, mas em que tudo soa a falso, muita cosmética, pouca substância. E ter-se candidatado numa lista com muito refugo do PSD e do CDS, não ajuda. Basta olhar para a vice presidência e a turma de Laurindas e Laurindos que formam a vereação. Percorrendo, diariamente, a pé, a cidade, infelizmente, não consigo detectar nada de novo em abono do presidente Moedas. E unicórnios, ainda não tive a graça de encontrar.

João Cabral disse...

Está em minoria e vive atacado por tudo e por nada, senhor embaixador.

manuel campos disse...


Para mim o grande mérito de António Costa durante a pandemia e a crise que entretanto se se vem vivendo foi o discurso personalizado que adoptou, deixando a ideia de que a sua equipa era o que era e que tudo dependia dele.
Lembro-me perfeitamente que passei 3 anos a comentar com toda a gente à minha volta que ele ía a todas e estava dentro de todos os assuntos.
Aliàs ainda há dias aqui comentei que criou nesses anos uma imagem de liderança que lhe teria já aberto uma série de portas que este último "Annus Horribilis" não terá fechado mas terá voltado a encostar um pouco.

Portanto Carlos Moedas está a fazer o mesmo.
Só que Carlos Moedas não é António Costa, e isso faz uma diferença do caraças.

Unknown disse...

Não estou dentro dos meandros da capital e, por isso, não sei se o Moedas está a fazer bem ou mal. Talvez tenha passado tempo demais em espaços atapetados, divorciado das empreitadas. Agora, de uma coisa tenho a certeza: a Marta Temido, aspirante a PC, percebe ainda menos de obras. O Moedas ainda é engenheiro, a Temido é/foi administradora hospitalar, o que significa que não tinha que executar obras novas, a não ser as de reparação do hospital.

José disse...

É uma espécie de discurso à manhãs do Observador: se o Moedas não aparecesse seria "Então, mas o Presidente da Câmara não aparece? Situações desta gravidade e o responsável máximo não dá a cara? Onde está Moedas quando é preciso?"

Anónimo disse...

A escassez de sentido democrático dos seus adversários, cuja preocupação com Lisboa é inexistente, tornam-lhe os dias difíceis. De qualquer forma com grande sentido de responsabilidade e competência prossegue o seu mandato com a dignidade que há muitos anos não se via à frente da Câmara Municipal de Lisboa.

Francisco de Sousa Rodrigues disse...

Moedas soa-me a uma figura muito sobrevalorizada, as suas competências reais estão bastante aquém do que por aí se apregoa.

A casca da banana

Na política da Madeira, já chegámos à Madeira.