sábado, janeiro 21, 2023

Melhor…

 


4 comentários:

manuel campos disse...


É um local onde gostamos muito de andar um bocado a pé, para lá e para cá, ainda que isso seja mais cansativo do que qualquer foto mostra, há que lutar contra o vento que nos trava para um dos lados e que lutar contra o vento que nos empurra para o outro.
Pelo estado do mar, com aquele tipo de ondas, estaria relativamente calmo.
Naquele local, as fotos daqueles dois minutos que dura o Sol a desaparecer ao fim do dia são sempre espectaculares.
Sendo algo que fazíamos todas as semanas, tivemos a certa altura uma experiência rara.
No espaço de muitos poucos metros atravessámos ou fomos atravessados por uma nuvem densa de uma espécie de mosquitos que nos cobriram completamente, foi necessário estar ali um tempo infindo a enxotá-los dos casacos e das calças, valeu o facto de se usar chapéu o que safou em parte os cabelos.
Mas não se enxotam todos quando são "milhentos", entrados no carro rápidamente nos demos conta que aquele estava a ficar cheio deles, valeu ser um que tem estofos de pele bege, viam-se bem, foi outra maluquice correr com eles quase um a um, fossem estofos de tecido escuro estávamos bem tramados.
Esta nossa aventura terá sido há 2 anos e, pelo que descobri, até foi bastante inofensiva:
https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/praga-de-mosquitos-leva-a-debandada-das-praias

PS1- Reparei que teve o cuidado de tirar a foto exactamente no mesmo sítio ainda que uns poucos metros à frente, as pedras estão lá todas.
PS2- Por acaso não terá encontrado umas lentes escuras, daquelas que se adaptam aos óculos e que a ventania nos levou o ano passado?

Francisco Seixas da Costa disse...

A fotografia foi tirada do mesmo quarto…

manuel campos disse...


Foi o que minha mulher, uma apaixonada e grande conhecedora daquela zona (como por aqui já escrevi) depois me disse, até me disse em que "estabelecimento" ficava o quarto.
O ângulo sendo precisamente o mesmo pois as pedras estão precisamente na mesma posição nas fotos, este rapaz que cresceu nas ciências exactas mas que de lá se pirou a tempo de manter algum bom senso, não pensou em mais nada (no que demonstrou que afinal ainda lhe falta muito bom senso).
Obrigado pelo comentário ao meu comentário.

Flor disse...

Quando morava para aqueles lados era o passeio que dávamos aos domingos de manhã. Também foi ali pertinho que se realizou a minha boda de casamento há quase meio século. Memories...

Às três da tarde

Sou do tempo do futebol às três da tarde, sempre e só aos domingos. À noite, apenas os jogos internacionais dos clubes, porque até os das se...