segunda-feira, janeiro 16, 2023

Guerreiros

”I love the smell of napalm in the morning”, dizia o Robert Duvall no “Apocalipse Now”. Ao ouvir por aí alguns “warriors” de sofá, dos que fazem guerras com os mortos dos outros, tenho-me lembrado da frase.

2 comentários:

manuel campos disse...


Não podia estar mais de acordo.
Evito conversas com determinados conhecidos, mesmo de longa data, por causa disso mesmo, aviso logo que é assunto que não discuto com eles, a maior parte dos quais tendo menos uns anos que eu e portanto nunca tendo entrado num quartel, vestido uma farda ou temido e sofrido uma mobilização para a guerra lá longe.
Até os meus filhos foram militares numa altura em que já só eram chamados um em cada quatro, nenhum escapou, perderam os empregos que na altura já tinham, tiveram que voltar ao zero um ano depois.
Deixei de frequentar alguns restaurantes onde ia habitualmente por causa dessa gente à minha volta quando não na minha mesa.
Guerreiros de sofá, como diz, muitos da mesma massa dos que me apareciam a 26 de Abril com grandes afirmações de arrependimento pelo que defendiam ainda a 24 de Abril, como que a pedir "atestados de antifascista de longa data".
Estou farto deles.

PS- Relembro que almoço todos os dias da semana fora e habitualmente sózinho, é a melhor maneira de almoçar em tempos politicamente correctos.

José disse...

E a consequência deste pensamento é?...

"Visconde da Luz" (Cascais)

Hoje, no "Ponto Come", falo do " Visconde da Luz". Leia aqui .