sábado, junho 22, 2024

Verdades

Hoje, as conversas oscilavam entre saber se a senhora tinha mentido ou se tinha sido miserável sujá-la àquele martírio. As duas coisas não se excluem: a senhora pode estar a mentir, mas não sei mesmo se será legítimo obter toda a verdade de uma mãe que está a passar por aquilo.

8 comentários:

João Cabral disse...

As comissões de inquérito são o que são. É certo que não são tribunais, mas num tribunal não seria muito diferente.

Flor disse...

Boa reflexão. Uma mãe só quer o melhor para os seus filhos. Pode até chorar mas para os seus filhos não pára de sorrir.

Anónimo disse...

Descobri este blog de forma fortuita na vastidão da internet e não pude deixar de me surpreender com o conteúdo que tem sido publicado ao longo de todos esses anos.

aguerreiro disse...

Absolutamente de acordo!
Só não percebo como se deixou levar naquele desfrute.

Anónimo disse...

Parece-me que é poeira para os olhos. Que é que isso realmente interessa? Ai não sei o quê, a senhora isto, a senhora aquilo, o filho do outro e o Sales, já agora, porque não o Sócrates, às tantas a culpa é do Sócrates, por amor da santa, quero é saber se não tenho de esperar mais três meses até à próxima consulta e se única máquina em Lisboa que permite o exame de que preciso já não está avariada. E quero um SNS como deve ser, para mim e para os outros, o resto são histórias de faca e alguidar para entreter o pagode.
M. Prieto

Unknown disse...

Penso que é legítimo, este episódio tresanda a cunhas e isso é grave. Agora devia ter ouvida à porta fechada.

Luís Lavoura disse...

se tinha sido miserável sujá-la àquele martírio

Parece que a senhora se voluntariou para vir a Lisboa sujeitar-se (e não sujar-se) àquele "martírio". Se ela se volutariou, ninguém tem nada que a lamentar.

Não me admirava que ela levasse uma cebola no bolso para causar o choro na ocasião apropriada.

Luís Lavoura disse...

uma mãe que está a passar por aquilo

Por muito pior passou antes de as filhas serem tratadas com o medicamento.

É claro?

Um comentador no meu blogue diz que não posso usar "denegrimento", pelo facto desse vocábulo associar uma imagem negativa à palavr...