sábado, junho 22, 2024

Facciosismo

Havia um conhecido dirigente um clube com nome de bairro lisboeta, juíz de profissão, que apregoava, sem vergonha: "quero que o meu clube ganhe com um golo depois da hora, em "off-side" (dizia-se assim), marcado com a mão". Estou certo que ele gostaria deste golo à (da) Turquia.

2 comentários:

JA disse...

Em todas as "tribos" há paixões que roçam o fanatismo: há aqueles que anunciam a sua paixão incontrolada como forma de se defenderem da mesma, assegurando com isso a compreensão/leitura linear do seu sentir pelo outro. Não sei se era o caso do figurante aqui trazido. Deles, que se denunciam propositadamente, não virá mal ao mundo.O mesmo não se poderá dizer dos fanáticos dissimulados...

Unknown disse...

juiz não tem acento

Vice

Vive-se um tempo de discussão de nomes para vice-presidente dos EUA. Nesse cargo, de contornos funcionais indefinidos, houve gente muito com...