quinta-feira, 1 de abril de 2021

Vila


Ao que acabo de ler, lá se foi o Vila, desta para (o que alguns, que não eu, acham que é) melhor!

Nos anos 80, no verão, para arranjar um lugar nas mesas comuns da Adega Vilalisa, na Mexilhoeira Grande, eram precisas “cunhas”. Depois, conhecia-se o Vila, o pintor cozinheiro, e tudo ficava mais fácil.

“So long”!

1 comentário: