domingo, 6 de janeiro de 2019

Nancy Pelosi


Como previsto, Nancy Pelosi foi eleita presidente da câmara dos deputados nos EUA. Hoje com 78 anos, havia sido, em 2007, a primeira mulher a exercer aquele cargo. A partir de agora, ela vai comandar de novo a maioria democrática na chamada Câmara dos Representantes, tornando-se assim na principal figura da oposição a Donald Trump.

Há cerca de duas décadas, um destacado político português teve um encontro com Pelosi, numa audiência na Câmara dos Representantes. Numa conversa, perguntei-lhe a impressão que ela lhe causara: “Muito inteligente. E rápida, no raciocínio. Pode ir longe!”. Quando eu pensara que o perfil daquela figura política estava desenhado, fui surpreendido: “E muito bonita! Você não imagina o charme dela!”. O nosso político vinha deslumbrado.

1 comentário:

Anónimo disse...

No Parlamento do Reino Unido o termo "the gentleman from the oposition" refere-se -como muito bem sabe- ao facto de os titulares da "oposição" estarem mesmo fisicamente na bancada oposta e não em posições políticas liminarmente opostas. Argumenta-se, dialoga-se.

Nos EUA raramente se usa o termo "oposição". Como bem sabe preferem, nas duas Câmaras, usar o termo "the" ou "on the other side" de (esta) Câmara. Na verdade sendo necessárias (de grosso modo) 3 concordâncias (duas Câmaras e um Presidente) para Legislar, Tributar e alocar esse tributo, há apenas (felizmente) os 3 lados de um triângulo. Concordância ou não concordância dos 3. Questões de verbalização que refletem e condicionam a cultura política lá, e cá.

Por outro lado creio não ser difícil a um diplomata não concordar com esta afirmação de um Presidente, de uma administração outra, que a anterior.

"...Unlike other candidates for the presidency, war and aggression will not be my first instinct. You cannot have a foreign policy without diplomacy. A superpower understands that caution and restraint are really truly signs of strength."

Agora esta sim, oposta, mas da anterior administração, de anterior Presidente.

"As commander-in-chief, I have determined that it is in our vital national interest to send an additional 30,000 troops to Afghanistan,..."

Escreve o comentarista que: "You know the reason for the change: Obama's generals rolled him. Well, Trump turned out to be different. He finally stood up to the generals, and rightly so."

https://www.foxnews.com/opinion/steve-hilton-mattis-kelly-marched-to-the-establishment-beat-trump-was-right-to-fire-them

O resto será história. Atentamente, JS.