segunda-feira, junho 05, 2023

Nomenclatura



É com a passagem do tempo num consultório médico que percebemos, finalmente, por que razão somos designados por "pacientes" e o lugar onde aguardamos que nos chamem se designa por "sala de espera".

6 comentários:

manuel campos disse...


Excelente!

Ao longo da minha vida conheci demasiadas situações dessas como acompanhante, já o dei a entender aqui.

Só dois médicos nunca nos fizeram esperar, um imunologista e um oftalmologista (este ainda "apoia" a família), as poucas vezes que se atrasaram com o "paciente" anterior vieram à "sala de espera" justificar-se e pedir desculpa.

Flor disse...

Eu já aprendi a ter paciência e a ser paciente. Foram alguns (muitos) anos em que obtive essa "experiência" até hoje.

Luís Lavoura disse...

Os portugueses não sabem cumprir horários. E os médicos portugueses ainda menos que os outros portugueses.

Francisco de Sousa Rodrigues disse...

Tradições corporativas, ao que parece. Já os psicólogos, pelo menos eu e os que conheço, somos pontuais, mal de nós se assim não fosse...

Portugalredecouvertes disse...

habitualmente se espero assim, começo a pensar que o motivo será o médico dar a respetiva atenção aos pacientes que atende, assim vai-se atrasando!
ou seja não é negócio de considerar 15 minutos certos para cada doente,
alguns precisarão de mais...?!

manuel campos disse...


Eu não preciso de mais, como já expliquei por cá em tempos, aliás só preciso de 15 minutos por ano (até ver, mas 77 anos disto já ninguém me tira).

Mas alguns precisam de muito mais, mesmo muitíssimo mais.
E quando não o têm é muito complicado, mesmo muitíssimo complicado.

Felizes assim dos que só precisam de 15 minutos, mesmo que seja 3 ou 4 vezes por ano e não só uma para marcar o ponto.

Vice

Vive-se um tempo de discussão de nomes para vice-presidente dos EUA. Nesse cargo, de contornos funcionais indefinidos, houve gente muito com...