sexta-feira, junho 09, 2023

O mono

A suposta necessidade de esconder, durante a estada do papa, o monumento fálico criado por Cutileiro, esconde, afinal, uma questão mais interessante: só porque o artista é um criador de mérito devemos esconder que há uma alargada opinião de que aquilo é um mono medíocre?

3 comentários:

Luís Lavoura disse...

Aproveitando o facto de Cutileiro já ter falecido (paz à sua alma), podiam retirar o falo dali e guardá-lo nos depósitos da Câmara. De vez.

manuel campos disse...


Pelo que li vai ser escondido mas longe dali, o que saúdo pois aquilo não lembra a ninguém, nem sequer ao autor como se depreende da informação disponível e que no fim do comentário indico como lá se chega.
Como já disse no post seguinte "vivi" por ali mais de 15 anos, passava por ali de carro todas as manhãs e todas as tardes, almoçava com frequência no "Saraiva's" quando se podia almoçar decentemente (e mesmo bem) por lá, fazia aquele bocado a pé, o restaurante passou entretanto por várias situações "para esquecer" e encerrou definitivamente há uns tempos.

É pesquisar por “Monumento do pirilau: a obra mais polémica de João Cutileiro" e ler os dois artigos do "nit.pt", o que tem este titulo é bastante completo e interessante, até para perceber o que vai (e muito em especial o que não vai) na cabeça das pessoas, o da retirada do local sobrepõe alguns bocados deste e é mais curto.

Nuno Figueiredo disse...

é pois.

Vice

Vive-se um tempo de discussão de nomes para vice-presidente dos EUA. Nesse cargo, de contornos funcionais indefinidos, houve gente muito com...