sexta-feira, junho 09, 2023

Guiné

O presidente da Guiné-Bissau recuou no seu propósito de não aceitar como novo primeiro-ministro o líder do partido vencedor das eleições legislativas, ato que ele próprio tinha decidido antecipar. Raramente chegam ao mundo boas notícias sobre a política guineense. Aleluia!

1 comentário:

Luís Lavoura disse...

Raramente chegam ao mundo boas notícias sobre a política guineense.

Em compensação, do povo guineense chegam-nos, continuamente, boas notícias. Esse povo, com o seu esforço, com as suas qualidades, sobe na vida.

Temos por exemplo o defesa Toti, português de origem guineense, que progrediu na vida por os seus pais terem emigrado para Portugal, e que progrediu ainda mais por ter ido jogar para o estrangeiro, ao ponto que agora até já alcançou a seleção nacional.

A mulher que me limpa o gabinete de trabalho é guineense. Tem dois filhos em França, um médico e outra a estudar. Ela e os seus filhos trabalham e progridem. Dá gosto ver.

Que Praga!

Ainda bem que o jogo acabou. Estava farto de ouvir chamar Chéquia à República Checa.