domingo, 7 de junho de 2020

Ai Brasil !


Todos os países do mundo, com a transparência exigida por um pandemia de dimensão global, apresentam diariamente os seus números, como contribuição para um rastreamento de interesse coletivo. Todos? Todos, não. A Coreia do Norte não fornece esses dados. E, agora, também o Brasil?

4 comentários:

Anónimo disse...


Já admitiu, Sr. Embaixador, que a Coreia do Norte não reporta casos de Covid por aqueles não existirem no país ? È que a Coreia do Norte reporta à OMS, sobre o assunto, a situação no respectivo território. De resto, a OMS dizia há pouco tempo que a Covid 19 era inexistente em mais de 15 países. Olhe, por exemplo, o país irmão S. Tomé e Príncipe.
É certo que o Sr. Embaixador é um homem cultíssimo e com muito Mundo, mas não pode saber tudo, a todo o momento. Fazia-lhe bem ser igual, às vezes, aos cidadãos anónimos e vulgares como eu, consultando o Google. Assim não sei se foi vítima do preconceito...

João Pedro

Homem do Norte disse...

Bolsonaro.. parece de terceiro mundo!

Anónimo disse...

Já deu para perceber que este João Pedro é o novo cromo vermelhusco que aqui andará a defender a cassete comunista.

Anónimo disse...

A Coreia do Norte não é um problema. Ninguém entra, ninguém sai, pode muito bem estar livre do SARS-CoV-2. Para lá não viaja quem quer e é assim há muito tempo.
O Brasil não sabe a dimensão da pandemia, está descontrolada, queremos mais números falsos?
Por cá e por mim podem acabar já, com estes diários. É necessária uma enorme capacidade de testes e possibilidade de isolar os infetados, garantindo que cumprem o isolamento e vigiar todos os seus contatos. Um negativo hoje pode ser um positivo amanhã, se, estiver assintomático, continua a sua vidinha. Os nossos totais de infetados diários, só por milagre são verdadeiros.