segunda-feira, 16 de julho de 2018

À dúzia é mais barato...


  • Estou a ficar velho: depois de um belo fim de semana com amigos, comidas, copos e muita conversa, sinto-me cansado e a ansiar por férias com amigos, comidas, copos e muita conversa.
  • Estou a ficar velho: dez anos depois de o ter iniciado, ainda teimo em escrever todos os dias este meu blogue.
  • Estou a ficar velho: cada vez recuso mais convites para ir falar às televisões.
  • Estou a ficar velho: sinto-me cada vez mais Sportinguista - quer ganhe, perca, empate ou desça de divisão.
  • Estou a ficar velho: deixei definitivamente de ir a restaurantes em que não fazem reservas.
  • Estou a ficar velho: gosto de me sentar a ler um jornal em papel numa esplanada, com uma cerveja e tremoços.
  • Estou a ficar velho: gosto de ver mulheres bonitas nas imagens televisivas dos estádios de futebol.
  • Estou a ficar velho: gosto imenso de ver as cegonhas nos postes da REN.
  • Estou a ficar velho: um hotel onde demoram mais de cinco minutos para fazer o “check-in” passa a “no-go area” na minha lista de afinidades eletivas.
  • Estou a ficar velho: um restaurante em que fiz reserva e em que a minha mesa demora a estar preparada mais de cinco minutos (vá lá!, sete, se me apetece muito lá comer) desce rapidamente na minha lista íntima de preferências.
  • Estou a ficar velho: dei uma volta de carro a um quarteirão só para não perder a oportunidade de fotografar um jacarandá.
  • Estou a ficar velho: já não tenho muita pachorra para conduzir por horas mas tenho imenso prazer em ir ao lado a ler jornais & net, mandar bitaites sobre a condução alheia e ser “managing director” (1) da temperatura do carro, (2) da seleção da música e (3) dos lugares onde se deve parar.

11 comentários:

Bife disse...

Eh! Eh! Eh!. Sr. Embaixador!
O seu melhor post em dez anos.

Anónimo disse...

...e bastante burguesote... Porque pode sê-lo...

Francisco Seixas da Costa disse...


Ao Anónimo da 1:35, Lembre-se do poema de Cesariny: “Burgueses somos nós todos ou ainda menos / Burgueses somos nós todos desde pequenos”

Anónimo disse...

vexa tem os seus leitores em boa conta sr. embaixador

"lembre-se do poema de cesariny"...

então, porque carga de agua o manolo anonimo da 01:35, com a sua aparência de falsa ave nocturna, e que nos entretantos anda a ler o resumo mensal das melhores cronicas do grupo impala, porque carga de agua haveria tal rebusnadeira de conhecer o incrivel autor de

Aos pés do burro que olhava para o mar
depois do bolo-rei comeram-se sardinhas
com as sardinhas um pouco de goiabada
e depois do pudim, para um último cigarro
um feijão branco em sangue e rolas cozidas?


Anónimo disse...

Gosta de ver mulheres bonitas nas imagens dos estádios? Pois acaba de ser apanhado pelo radar da Câncio! E nem digo aqui o que ela pensa de si (de nós...).

Susana Lucena disse...

Delicioso!

Joaquim de Freitas disse...

Està realmente a ficar o que escreve, porque o confessa…

Luís Lavoura disse...

Essa de marcar mesa num restaurante e ter que esperar 5 minutos para ter a mesa posta é absolutamente inadmissível. Eu nunca mais poria os pés em tal restaurante. Pois, se a mesa está reservada, então é exigível que já esteja posta quando se chega ao restaurante.
Eu nunca marco mesa num restaurante. Mas se entro num restaurante, sento-me, e passado dois minutos ainda não veio um empregado dar-me a lista e perguntar-me o que quero, levanto-me e vou-me embora. Passei demasiados anos nos EUA para aturar restaurantes onde se tenha que esperar.

Anónimo disse...


Mesmo que eu seja anónimo e por isso um dos "cobrardes" gostava de ter escrito este post. A idade dá-nos coisas muito boas porque já não transigimos com coisas que achamos a que temos direito. É uma das prerogativas de sermos "antigos".
É a indignação no seu melhor.

E... mais não digo porque..... A Sibéra e o fuzilamento ainda estão pendentes.

Helena Sacadura Cabral disse...

Meu caro Francisco
Exactamente pelos mesmos motivos, julgo que estou a ficar mais nova...
Abraço

Anónimo disse...

À ave notívaga das 03.51:
Talvez pense que só você é que conhece o Cesariny, mas DE VASCONCELOS; há mais quem frequente "Elsinore" e outras águas navegáveis. Burguês ou nem tanto...