terça-feira, novembro 29, 2022

A minha tertúlia verde


Ontem, estive em mais um almoço daquilo que qualifico como a minha “tertúlia verde”. Por ser ecológica? Nem por isso, embora o grupo seja, sem dúvida, bem “sustentável”, atento o facto de já durar há quase cinco décadas. Por ser do Sporting? Não, embora por lá haja leões, águias e outras espécies da natureza. É verde porque foi de farda verde, na tropa, que todos nos conhecemos, e também porque estão lá representados todos os “ramos” - do Exército à Força Aérea e à Marinha, com almirantes e generais pelo meio, ora bem! Ah! E todos ali somos “abrilistas” ferrenhos. Mas isso, aos olhos de alguns “novembristas”, só nos tornaria mais “vermelhos”, não é?

4 comentários:

José Alberto disse...

Caro Francisco,

Aprecio muito as tuas regulares contribuições,as do Blog e as do fb que, em regra, são quase em simultâneo. O Blog tem a desvantagem de as letras serem de menor dimensão do que as do fb e TV fica prejudicada pelas minhas limitações auditivas... Seja como for, os teus oportunos comentários são sempre bem vindos e devidamente apreciados.

João Cabral disse...

Senhor embaixador, julguei que metia absinto...

João Cabral disse...

O 25 de Abril não é felizmente vermelho como bem sabe, senhor embaixador. A não ser que se refira à cor dos cravos. Mas a cor dos uniformes militares é outra, como refere.

Unknown disse...

Infelizmente, os vermelhos apropriaram-se do 25 de Abril, com os resultados que se conhecem. Por isso, a cada vez maior impopularidade da data.

Nordstream 1 - Verdade 0

Reabriu a questão sobre quem colocou a carga explosiva no Nordstream 2, o segredo mais mal guardado do mundo, sobre o qual só os cegos ainda...