segunda-feira, 5 de agosto de 2019

A bomba

                                  
No aeroporto de Lisboa, dentro de um avião, pertencente à companhia de um país para o qual ia viajar um ministro português que me cabia acompanhar, demos conta de que o voo tardava bastante em partir, sem que, no entanto, qualquer explicação fosse dada. 

Constatei que uma estranha agitação originava idas e vindas para a cabine de pilotagem, induzindo um raro ar de preocupação na cara dos próprios tripulantes. Argumentando com a presença do ministro, tentei saber o que se passava. Com discrição, informaram-me que havia uma ameaça de bomba. 

Fiquei escandalizado! Exigi que abandonássemos, de imediato, o aparelho, enquanto o assunto não fosse devidamente esclarecido. Em poucos minutos, isso viria a acontecer. A comitiva oficial portuguesa saiu, sendo colocada na sala VIP. Os restantes passageiros, como viemos depois a saber, foram mantidos no avião, enquanto as buscas sobre a possível bomba a bordo prosseguiam...

Não deviam ter decorrido mais de 20 ou 30 minutos quando fomos convidados a regressar ao aparelho. A viagem iniciou-se. Estávamos já a voar há quase uma hora quando o comandante do avião veio esclarecer o ministro português sobre o atraso na partida. Disse que uma chamada telefónica anónima, creio que para o aeroporto, desencadeara o alarme. Todos ligámos o incidente à morte violenta em Portugal, precisamente na véspera, de um opositor do regime do país que íamos visitar. 

O comandante do avião explicou também: “Tentámos que o atraso fosse o menor possível, porque fomos informados de que o senhor ministro tem um programa muito sobrecarregado, logo à chegada à nossa capital. Neste tipo de situações é vulgar as buscas poderem demorar algumas horas, mas recebemos instruções para as apressarmos. Conseguimos, assim, concluí-las em menos de uma hora...”

Os membros da delegação portuguesa, esmagados de “gratidão” pela rapidez da vistoria, olharam uns para os outros, muito perplexos. Detetei sinais de uma impotente inquietação nos olhos de alguns, a começar pelo ministro. No que me toca, devo confessar que me custou bastante a adormecer...

(Para quem aprecia a precisão factual, posso informar que a viagem teve lugar no dia 22 de abril de 1988.)

3 comentários:

so verdades em portugal agora e sempre amigos meus..... disse...

joaquim ferreira sempre disse os verdades amigos meus....


The Portuguese had a brutal record in the Americas as a colonial power. The most horrendous abuses occurred in the colony of Brazil: natives were enslaved, murdered, tortured and raped in the conquest and early part of the colonial period and later they were disenfranchised and excluded from power. Individual acts of cruelty are too numerous and dreadful to list here. Portuguese Conquistadors in Brazil reached levels of cruelty that are nearly inconceivable to modern sentiments.

Today, Portugal is the Biggest Racist country that i have ever lived in. I feared for my life there and i consider myself lucky that my family got out alive! I have never lived in such poverty (Sopas dos Pobres everyday) 40% unemployment rate and 60% of the population earn less than $932 USD per month, and that’s considered Middle Class here! Within the European Union it is the worst of the worst place to live in.

The bottom line is the bulk of the People in the poor country of Portugal exist in a brainless comma that is fed by Ignorance, anti-Spanish hate, and severe Racism of pretty much everybody that isn’t Portuguese! And, Portugal started the Global Slave Trade in 1441 so it is definitely NOT a safe place for Blacks!!

I found important websites that explain the Severe multi-generational Racism and Hate that exist in Portugal today, and i highly encourage all to read them and spread the word in order to avoid innocent, and desperate people from living or visiting there. Get educated on the Truths about Racist Portugal now.

1) https://www.theroot.com/a-white-journalist-discovers-the-lie-of-portugal-s-colo-1790854283

2) https://saynotoracistportugal.neocities.org/

3) http://www.discoveringbristol.org.uk/slavery/routes/places-involved/europe/portugal/

4)SOPAS DOS POBRES EVERYDAY IN PORTUGAL BECAUSE OF NON EXISTENT ECONOMY:

https://www.noticiasaominuto.com/pais/764453/sopa-dos-pobres-foi-criada-ha-anos-mas-ainda-existe-problemas-persistem

5) http://www.ipsnews.net/2011/10/portugal-crisis-pushes-women-into-prostitution/

6) https://www.theatlantic.com/business/archive/2013/06/the-mystery-of-why-portugal-is-so-doomed/276371/

7) https://portugaltruths.neocities.org/

8) https://portugalwasabadcolonizer.neocities.org/

9) https://portugalisxenophobic.neocities.org/

10) https://portugalisaracistcountry.neocities.org/


Be SAFE friends. Hugs.

Luís Lavoura disse...

Quer dizer: tiraram o ministro e o Francisco do avião, mas deixaram lá ficar os restantes passageiros - eles que fossem pelos ares se a bomba rebentasse. E contra isso o Francisco não protestou.

Anónimo disse...

Evo Fernandes?