quinta-feira, agosto 18, 2022

Puritanismo saloio

Há uma senhora, de 36 anos, que chegou a primeira-ministra da Finlândia. Num vídeo privado, feito claramente por gente que não merecia a confiança que lhe foi concedida, vê-se a senhora a dançar, com amigas e amigos, num ambiente festivo de copos e boa disposição. Houve um “leak” do vídeo e a primeira-ministra finlandesa é agora acusada de comportamento indecente, pouco conforme com o ambiente de restrições e efeitos de guerra que os dias trazem ao seu país.

Só porque tem o cargo de primeira-ministra, a senhora não pode ter a sua vida privada, fora das horas das funções oficiais? Queriam que andasse, de-saia-e-casaco, com os joelhos cobertos e ar seráfico, em chás de tupperware?

Está tudo maluco, não está?

8 comentários:

Flor disse...

Infelizmente agora é isto. Desde que os telemóveis têm câmara andam á caça de imagens, a maior parte das vezes para vender. Estive a ver o vídeo e não vejo nada demais no entanto a sua vida política vai ficar manchada. É o mundo que temos☹️.

Ferreira da Silva disse...

Senhor Embaixador,
Quanto ao seu último parágrafo: sem dúvida.

João Cabral disse...

Senhor embaixador, a senhora gosta tanto de festas que não resistiu a ir a uma imediatamente após um contacto de risco com um infectado com covid. Depois, lá pediu desculpas. Também é uma das pessoas que quer restringir a entrada de russos. Há algo que não está bem, não considera?

Anónimo disse...

Está. Tudo maluco
Fernando Neves

manuel campos disse...


Não sei se está tudo maluco mas há algumas particularidades dos finlandeses que só privando no dia-a-dia com eles permitem avaliar este tipo de reações, para mais no contexto actual.

Fui administrador de uma empresa com capitais finlandeses e portugueses aqui há uns bons anos, aliàs era o único executivo do lado português.
E lhe garanto que no dia-a-dia de uma vivência conjunta diária por um período relativamente longo se fica com uma opinião que é decerto substancialmente diferente da que se possa ter numas reuniões formais e uns cocktails.

Ficava aqui o resto da noite a contar histórias.
Não me espanta nada o que está a acontecer por lá, mesmo descontando as "guerras políticas".

Luís Lavoura disse...

Manuel Campos, poderia descrever, nem que fosse sucintamente, que particularidades dos finlandeses são essas?

Joaquim de Freitas disse...

Por ter também privado com alguns finlandeses, durante anos, posso confirmar. Na realidade, os finlandeses conseguiram criar uma reputação simpática no exterior, graças ao seu combate contra os Russos, durante a guerra de Inverno 1941, mas a Historia, quando bem conhecida, pode dar uma imagem menos abonatória.

A Finlândia foi formatada por um germanofilo : Mannerheim, que pessoalmente empurrou desde a primavera de 1941 a Finlândia a uma aliança militar formal, com a Wehrmacht nazista, pedindo a Hitler "ajuda e apoio" militar
em meios e em tropas em troca de uma co-beligerância com a Wehrmacht e as Divisões "Norte" e "Totenkopf" da Waffen-SS.

Todos reabilitam o Mannerheim da "Guerra de inverno" de 1941, mas ninguém fala sobre o collabo Mannerheim de Hitler/Goebbels durante a "Guerra da Continuação" de 41-45 .

Em muitas casas finlandesas, há nas suas salas de estar uma pintura de parede... com as medalhas nazis recolhidas pelos seus antepassados durante a Segunda Guerra Mundial. E sao orgulhosos de mostrar os seus troféus nazistas da resistência finlandesa contra os soviéticos.

A entrada da Finlândia na NATO, parte do mesmo sentimento que a aliança com Hitler, em 1941. E se graças à NATO pudessem recuperar a Carélia , seria óptimo...

Quando a Finlândia quer limitar o transito de Russos na UE, está na direita linha dum nazismo tardio que por là existe...








manuel campos disse...


Insubstituível Luís Lavoura

Não se descrevem - e muito menos sucintamente - particularidades de que nos fômos apercebendo ao longo de anos de convívio diário, que ía das reuniões formais às milhentas informais a qualquer hora do dia (e às vezes da noite), aos almoços diários na tasca da esquina, aos serões em casa de uns e outros, aos cocktails a que me referi.

Só mesmo você para pôr questões dessas, você que raramente responde a coisas de resposta imediata e simples.

O dia seguinte

Lula vai ganhar. Mas, no final, como aconteceu nos EUA com Trump, iremos olhar para os largos milhões de brasileiros que votaram Bolsonaro. ...