quarta-feira, 31 de março de 2021

Ronaldo

Tenho um imenso respeito pelo profissional de exceção que é Cristiano Ronaldo. Tenho uma forte consideração por ele, como pessoa, como personalidade solidária, ligada à família e aos seus amigos. E nunca esquecerei o modo como “abanou” Fernando Santos, na final do Europeu, a sua devoção pela camisola de Portugal.

Dito isto, detesto a obsessão diária que se vive com os seus “records”, as ridículas e permanentes comparações que se procuram fazer com Messi, Pélé e Maradona, com que a imprensa passa o tempo a “encher chouriços”.

Cristiano Ronaldo é ele próprio, com certeza o maior atleta português de todos os tempos. E isso chega.

2 comentários:

aguerreiro disse...

Nem mais!

Portugalredecouvertes disse...

Exatamente
e parece que teve razão de ficar "irritado" porque não validaram o golo dele :)