domingo, abril 14, 2024

Autoridade e vergonha

Aqueles que condenaram o ataque de Israel às instalações diplomáticas iranianas na Síria, ato de flagrante desrespeito pelo Direito Internacional, têm autoridade moral para pedir contenção a Teerão na sua retaliação face a essa agressão. Os restantes deviam ter alguma vergonha.

8 comentários:

Anónimo disse...

Espero que Israel não reaja vá retaliar com armas atómicas
Fernando Neves

Pedro Silva disse...

Na Síria e não no Líbano.

Anónimo disse...

Não é de crer que se tratou de um "... ataque de Israel às instalações diplomáticas iranianas na Síria,..." "per se"....

Carlos disse...

É passar os olhos pelos títulos das TVs e observar com espanto a perda memória quase generalizada que tomou conta dos comentadores e editorialistas … quanto mais veementes são na sua condenação do ataque de drones mais profunda é a amnésia em relação ao bombardeamento da representação diplomática do Irão. É só duma chocante falta de vergonha

Mas como dizem os anglo-saxonicos com tom irónico “if standards are good double standards should be twice as good”

João Cabral disse...

A coerência, a coerência...

J. Carvalho disse...

Marcelo convocou o Conselho de Superior de Defesa Nacional “por causa” do conflito do Irão com Israel (ou será de Israel com o Irão?).

Será que o PR vai avançar com medidas para libertar o barco “português” capturado pelo Irão?

O mais certo é que pretenda dar o seu contributo (a pedido de quem?) para o assentamento da ideia, a guerra está a caminho. Preparem-se para a pagar.

marsupilami disse...

A desfaçatez tornou-se generalizada.

Nina Owls disse...

"O mais certo é que pretenda dar o seu contributo", um contributo que pode ser personalizado, com uma selfie e um beijinho, de um claro "aproveitadorismo" para limpar a imagem (num: a guerra vai salvar-me a pele ou num ainda: se tenho que morrer politicamente, que "ela" venha vestida de negro para matar a memória coletiva), do tanto de erros que tem vindo a fazer em termos nacionais desde que PR é (e esse navio, até me fez lembrar os submarinos do Portas), e, ao invés de erros "gémeos", pego na bela ironia anglo-saxonica bem colocada em cima e duplico-a. ( if standards are good, double standards should be twice as good”). Ando a ver se aprendo a não repetir erros do passado e isso só se pode fazer, aprendendo. Entrei aqui, muito por acaso. Mas não em vão. A ler textos de Eugénio Lisboa.
E agora, antes de sair, envio pêsames pela partida de Eugénio Lisboa, e cumprimentos, subscrevo o blog e saio. Sobre este assunto, estava a ler neste blog o seguinte artigo:https://estatuadesal.com/2024/04/15/os-misseis-de-abril/
Eu só gostava de entender de política como entendo de empatia.

Este Abril quer nascer rubro, num queiramos ou não queiramos. Perdoe-me a invasão, sr. Embaixador. Boa noite

Às três da tarde

Sou do tempo do futebol às três da tarde, sempre e só aos domingos. À noite, apenas os jogos internacionais dos clubes, porque até os das se...