quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Religião

Há mais de quinze anos, quando conheci pessoalmente o então presidente Lula, ainda antes de lhe apresentar credenciais como novo embaixador português no Brasil, a primeira pergunta que me colocou foi saber qual era o meu clube, em Portugal: “o Benfica ou o Porto?”

Expliquei-lhe que não era nenhum dos dois e estranhou quando lhe respondi que era adepto de “um clube essencialmente católico, porque que só ganha quando Deus quiser”. E acrescentei, para ele perceber melhor: “Um pouco como o seu Corinthians…”

Ontem à noite, lembrei-me bem daquela conversa com Lula.

4 comentários:

Flor disse...

Olhe que não, olhe que não sr. Embaixador:)

Jaime Santos disse...

Sim, mas o segundo golo do Sporting foi mal anulado... E se não tivesse sido, talvez a história tivesse sido diferente...

Enfim, Deus não quis que assim fosse, como bem nota...

Luís Lavoura disse...

A frase "se Deus quiser" não é tipicamente católica. Aliás, penso que não é utilizada pela maioria dos povos católicos do mundo. Essa frase é, sim, tipicamente muçulmana. Os muçulmanos, eles todos, é que passam a vida a dizer "Inch'allah", que quer precisamente dizer "se Deus quiser".

maitemachado59 disse...


Luis Lavoura, deixe-se de picuinhas. Sabe perfeitamente que o Islao "copiou" muitas coisas tanto du Judaismo como do Cristianismo. Leia a Biblia com atencao e logo vera o que estou a dizer

maitemachado59