segunda-feira, setembro 06, 2021

Campos Elísios


Jean Seberg já se foi há muito. O Herald Tribune já teve dois nomes depois. Os Campos Elísios, também eles, já não são o que foram. Hoje, foi-se embora Jean-Paul Belmondo. Nada disto é fácil.

14 comentários:

albertino ferreira disse...

Acho que o À Bout de Souffle é o melhor Godard, que vi pela primeira vez, nos anos 70, quando andei na Escola de Cinema do Conservatório; pela lei da vida qualquer dia é a vez do seu amigo Àlain Delon; dois bons actores em registos diferentes que marcaram o cinema francês.

Luís Lavoura disse...

A miúda na fotografia
(1) anda como numa passerelle, com os pés em linha,
(2) tem o pé direito todo torto, quase como o Charlot.

Francisco Seixas da Costa disse...

O Luís Lavoura está bem? É que alguns dos seus comentários, desculpe lá!, legitimam a questão.

Jaime Santos disse...

O Belmondo não é propriamente um ator da minha geração (quando eu tinha uns 15-20 anos já andava a fazer filmes em que fazia de polícia durão com granadas à mistura, ou seja, o seu melhor como ator já tinha sido deixado há muito para trás) mas ainda o encontrei uma vez em pessoa à porta de um bistro do Quartier Latin, em 2005, quando visitei Paris. Olhou para nós com a altivez de quem sabia ter sido reconhecido por mais um par de turistas. Não me importei nada, já então sabia que as figuras públicas não gostam de ser reconhecidas, mas isso fez-me ganhar o dia...

Portugalredecouvertes disse...

Quase metade da França estava apaixonada por esse grande ator !

septuagenário disse...

Há tantos anos que se foi "aquele" cinema francês, alemão e italiano.

Cinema e não só.

A europa não passa de um museu no mundo, já não reage.

Só já restam saudades embora pareça que ainda mexe...já há muito que se vai-a-roma-para-ver-o-papa, e pouco mais.

Luís Lavoura disse...

Francisco, cada um vê nas fotografias consoante o que sabe. Eu não faço ideia de quem sejam o homem e a mulher nesta fotografia. Não são do meu tempo nem de coisas pelas quais me interesse. O que observo na fotografia, certo certinho, é que a mulher está a andar de uma forma (muito) estranha, com os pés em linha e torcendo totalmente um deles.

Jaime Santos disse...

O Luís Lavoura disse que era Pai de filhos e não sabe quem são o Belmondo e a Seberg? Ou está a reinar connosco ou então explica-se bem porque às vezes diz o que diz... É que parece mesmo que nasceu ontem...

maitemachado59 disse...

jaime Santos, vamosla, vamos la. LL tb disse que o filho mais novo e louco por futebol dai a cinama frances ... do mais velho nao me lembro que tenha feito alguma referenci aos seus interesses mas tb nao devem ser por este tipo de cinema.

maitemachado59

Jaime Santos disse...

Maite, o que eu quis dizer é que para ser Pai de filhos, o Luís Lavoura tem que ter a idade suficiente para ter ouvido falar daqueles dois. Só não ouviu se não quis.

Se ele tivesse a idade dos filhos, eu compreenderia, agora assim...

Luís Lavoura disse...

Jaime Santos, tenho 58 anos de idade.
Belmondo, já ouvi o nome, mas não sei quem seja. O nome Seberg, não me diz nada.
Informo que não sou nem nunca fui fã de cinema. E nos poucos filmes que vi nunca prestei especial atenção aos atores e atrizes.

Luís Lavoura disse...

Jaime Santos,

fui ver à wikipedia quem foi Jean Seberg. Aprendi que ela morreu em 1979. Eu tinha 16 anos nessa altura, é normal que não fizesse (tal como continuo a não fazer) ideia de quem ela fosse.

Acresce que, como disse, nunca fui muito de ver filmes (nem em cinema, nem em televisão).

Independentemente de tudo isso, o meu comentário inicial mantém-se: a miúda da fotografia tem um pé todo torto (a mim faz-me muita confusão ver pessoas a andar com os pés sem ser virados para a frente, mas sim obliquamente) e anda com os pés em linha como se fosse uma modelo numa passerelle, e não como uma pessoa normalmente anda.

caramelo disse...

Luis Lavoura, se não existisse teria de ser inventado. A questão não é não ligar a cinema. A alusão ao andar e aos pés da Seberg é que foi cómica. Acho que o luís Lavoura não chega a perceber porque razão o seu comentário é hilariante. Imagine que alguém, por não perceber nada de História de Portugal, nem ligar nada a isso (obviamente, pode-se ganhar a vida na mesma...), perante uma imagem do infante Dom Henrique, diz "não sei quem é o senhor, dizem que foi um navegador, mas eu não percebo nada de náutica e nunca andei de barco, mas ele tem um chapéu engraçado"...

Jaime Santos disse...

Caramelo, uma belíssima imagem, parabéns (mesmo se o facto é que o Infante D. Henrique nunca passou para lá de Tanger, onde deixou o irmão quando quem lá devia ter ficado era ele ;) e se ninguém tem bem a certeza se aquela imagem nos painéis e na crónica de Zurara é mesmo a dele ou antes do Rei D. Duarte ou do Infante D. Pedro ;) ).

Esperemos que agora o Luís Lavoura perceba a razão para o nosso riso...

A Nato, a Rússia e a Ucrânia

A tensão atual NATO-Rússia parte de duas realidades incontroversas e potencialmente conflituantes entre si. De um lado, está o tropismo ocid...