quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Mortos e mortos

Uma comparação que está na moda fazer é entre o número de mortos da pandemia e as vítimas da guerra colonial.

Note-se, porém, que as estatísticas sobre essas baixas são sempre “eurocêntricas”, referem-se ao “lado” português, não contando os guerrilheiros adversários mortos.

1 comentário:

aguerreiro disse...

Já dizia a minha avó.
Na guerra entre mortos e feridos alguém há-de escapar. No fim cada um conta os seus!