terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Escrito em 14 de novembro!

 


4 comentários:

Luís Lavoura disse...

A hierarquia de prioridades existe. O problema é que é interpretada de forma personalizada, tal como tudo em Portugal.

J.Tavares de Moura disse...

Da série: "Eu bem disse".

Mais uma destas e arrisca-se a ter o Cavaco à perna a exigir o pagamento dos direitos.

Jaime Santos disse...

Por uma vez, Sr. Embaixador, concordo com o Luís Lavoura. A hierarquia de prioridades existe. O problema é que não é possível ter um fiscal em cada lar ou hospital a verificar se ela é cumprida. Mais, parece-me que se não permitirmos alguma margem aos responsáveis locais (que não passa obviamente por vacinar toda a gente de um departamento da Segurança Social, p.e.) arriscamos a que se caia do 8 para o 80...

maitemachado59 disse...

A Jaime Santos:

admiro a sua generosidade. Mesmo sem o primeiro periodo a sua contribuicao teria sentido a mesma.

e ja agora: numa intervncao anterior, usei "terra-a-terra" sobre a pessoa em questao em sentido figurado: nao tem a polides citadina, pois nao?

maitemachado59