sábado, 17 de outubro de 2020

Depois, queixem-se!

Vi, esta tarde, à distância, no Campo de Santana, uma manifestação, não sei bem sobre quê, com dezenas de pessoas, sem a menor distanciação social, enquadradas pela PSP. A irresponsabilidade teve luz verde da DGS? Depois queixem-se que as pessoas não levam a sério as recomendações!

6 comentários:

Anónimo disse...

manifestações a precisarem de autorização e logo da DGS.


isso anda bem -

Anónimo disse...

Felizmente que nāo participam os encarapuçados para partirem ou que nāo les pertence e os islamistas fanaticos para cometerem actos barbaros,semearem a morte.
C.Falcāo

Anónimo disse...

A gestão politica desta pandemia, subscrita, estranhamente, pela DGS, foi e contínua a ser um verdadeiro desastre para desgraça de todos.

Anónimo disse...

Parece que ontem à noite houve festa na Cova da Moura: centenas de pessoas, intervenção policial, petardos (ou tiros, segundo a PSP), polícias agredidos e recebidos com pedras.

E tudo isto, porquê? Porque a polícia é racista!

PS: como é que está aquele caso do sujeito agredido à bastonada na Amadora por vários PSP (há vídeos, testemunhas...). Tinha a cor errada?

Anónimo disse...

A DGS e esta ministra já deram provas sobejas de grosseira incompetência e de falta de bom senso. Em vez de fazerem coisas concretas ocupam-se a dar conselhos. E o primeiro-ministro e o PR ajudam à festa a culpa é dos jovens e dos não jovens. Ora, o que se espera não é licões de moral e de cidadania ou de civismo, é acção. O que se espera de governantes competentes é estratégia, medidas e multas para quem não as cumprir. Mas o governo e o seu habilidoso PM não conseguem impôr nada, nem a obrigatoriedade da máscara ....

Luís Lavoura disse...

A irresponsabilidade teve luz verde da DGS?

Então o Francisco acha que o direito de manifestação - que creio até estar na Constituição - agora deve estar sob a alçada da DGS? A DGS pode permitir umas manifestações e proibir outras, a seu bel-prazer?

Já nos retiraram o direito de reunião - que está na Constituição - agora o Francisco quer que também nos retirem o direito de manifestação?