segunda-feira, 7 de maio de 2018

Jornalismo ou claque?

Ontem, no “Diário de Notícias”, iniciei a leitura de um texto de “opinião” de Paulo Baldaia, um jornalista que frequentemente aprecio, numa espécie de suplemento que o jornal trazia sobre a (muito justa) vitória do Futebol Clube do Porto no campeonato. 

À medida que lia o artigo, dei-me conta que estava a ser vítima de um equívoco (uso um eufemismo piedoso). Quem o escrevia não era o jornalista Paulo Baldaia, mas o adepto portista Paulo Baldaia. O comentário não tinha o equilíbrio mínimo que é exigido a um jornalista; era um artigo de claque, digno de uma qualquer “Gazeta das Antas”. Nessa altura, interrompi a leitura e notei que, na qualificação de autor do texto estava: “Jornalista e adepto do Porto”. 

Era falso: Paulo Baldaia, nos seus comentários enviezados de elegia gongórica ao seu clube, não estava a ser o bom jornalista que é, estava a ser apenas adepto do Porto. Ora eu não dou dinheiro por um jornal para ler comentários de fanáticos de emblemas, alegando, não sei bem a que propósito, a sua qualidade de jornalistas. Do Porto, do Benfica, do (meu) Sporting ou do Cascalheira, sem qualquer menosprezo para este último.

Deixo assim aqui este meu protesto ao “Diário de Notícias”, com cordial extensão ao Paulo Baldaia, anterior diretor do jornal, e ao José Ferreira Fernandes, seu atual diretor e, por acaso, adepto da agremiação que, este fim de semana, empatou com o clube do embaixador e adepto do Sporting que subscreve este texto - escrito não num jornal, mas neste seu blogue, que é de leitura gratuita.

9 comentários:

A Jogatana disse...

Costa já deu a volta ao Sócrates, custou!...foi mais difícil do que dar a volta ao SEGURO, ao BE e ao PCP.

Anónimo disse...

O Costa alguma vez tem categoria para dar a volta ao Sócrates? Quando o Costa vai, já vem de volta o Sócrates.

Anónimo disse...

O chiqueiro em todo o seu esplendor...uns mais iguais que outros....que rica famiglia.....

Anónimo disse...

Curioso. No que toca ao problema da Catalunha já não vê qualquer problema no Diário de Notícas não fazer jornalismo mas sim militante claque pró-espanhola, começando no seu atual diretor e passando por uma resma de convidados especiais cuja única função é escrever artigos a cascar nos catalães e a enaltecer o Estado espanhol.

Isto, claro, não tem qualquer importância perante a grandeza da bola...

Fernando Frazão disse...

Leu o escrito do facebook no Daniel Oliveira? Eu sei, o facebook ou um blogue não é a mesma coisa ue um jornal.
Mas há uma coisa que me intriga.
Pessoas por quem eu tenho respeito pessoal e sobretudo intelectual, são capazes de dizer e escrever os maiores dislates quando se trata de futebol.
Não me venham com a treta da paixão por que eu também sou um apaixonado do futebol.
O que se passa é que, como diz um famoso sabedor destas coisas, a generalidade dos portugueses não gosta de desporto gosta do seu clube.

FranciscoB disse...

Admira-me que o Sr. Embaixador considere "(muito justa)" a "vitória do Futebol Clube do Porto no campeonato"... Provavelmente não tem estado atento ao que se passou no Futebol Português durante esta época.

O "justo" campeão conseguiu ganhar o mais longo jogo da história do futebol (37 dias!), jogo adiada sem justificação e na sequência de uma invasão de campo, fazendo um depósito de quase 784 mil Euros na conta do Estoril, com quem estava a competir...

O clube de que o Sr. Embaixador é adepto, foi claramente ajudado, em vários jogos, pela acção do árbitro Hugo Miguel, representante em Portugal da Macron, marca de equipamentos do SCP, incluindo os 2 confrontos directos com o SLB onde ficaram 5 penaltis por assinalar, uma expulsão, um golo em fora-de-jogo validado ao SCP em Alvalade e um golo limpo anulado ao SLB no último Sábado... neste aspecto também fica mal na fotografia o Conselho de Arbitragem liderado por Fontelas Gomes cujo filho joga nas camadas jovens do SCP...

Este foi um campeonato em que tivemos a oportunidade de assistir, em pleno estádio do ladrão, a uma invasão de campo de um adepto do FCP que agrediu pelas costas o jogador internacional português Pizzi; resultado? uma simples multa de 2000 euros...

Um árbitro (Artur Soares Dias) que foi, há mais de 1 ano, ameaçado de morte pela claque do FCP numa invasão do centro de treinos dos árbitros, continuou a arbitrar jogos do FCP e do SLB, sempre em benefício do FCP, sempre em prejuízo do SLB... o episódio mais caricato aconteceu quando o jogador do FCP Brahimi o apelidou de maluco, impunemente, à frente das câmaras...

Em vários jogos houve ofertas inacreditáveis de golos ao FCP por defesas ou guarda-redes de equipas adversárias já denunciadas de forma anónima e em investigação...

O seu clube, o SCP, continuou a beneficiar de perdões de Bancos intervencionados, gastando de forma desregrada, em todas as modalidades (não só no futebol), apesar da dívida insolvente que tem à Banca e a muitos dos seus atletas...

O seu clube, o SCP, entre muitos benefícios validados, omitidos ou inventados pelos Videoárbitros, venceu um jogo em Tondela por o árbitro João Capela ter dado de forma totalmente injustificada, mais 4 minutos de temo de jogo...

O "justo" campeão continua a beneficiar de um Centro de Treinos no Olival, gentilmente cedido pela Câmara de Gaia, pagando rendas simbólicas e miseráveis por um equipamento desportivo que custou largos milhões de Euros ao erário público... a mesma vergonha continuou recentemente com a atribuição, pela CM Porto (via actual presidente da CMP e futuro presidente do FCP...) ao FCP, das piscinas de Campanhã...

O "justo" campeão continua a beneficiar de um Canal de Televisão, oferecido pelo Estado Português, patrocinado impunemente e injustificadamente por várias Câmaras Municipais da periferia do Porto, e onde semanalmente foram praticados crimes de divulgação de correspondência roubada ao SLB...

O "justo" campeão não mereceu da parte das Autoridades, incluindo da CMVM a menor reprimenda por esta crime de divulgação de correspondência roubada e concorrência desleal...

Enfim, depois de alguns anos de abandono das elegantes práticas dos últimos 40 anos, os dirigentes do FCP regressaram às mesmas, neste caso acolitados pelo SCP e pelos media nacionais. A falência do Estado de Direito em tudo o que se refere ao FCP é uma das maiores manchas da História de Portugal no pós-25 de Abril.

Anónimo disse...

O Francisco B das 22:40 tem forçosamente de ser o mesmo comentador, um tal Guerra, "independente",que dá pena ver e ouvir ás segundas feiras na TVI24,e que vejo quando preciso de um motivo para desligar a televisão e ir dormir.

Francisco de Sousa Rodrigues disse...

Eu sei que o SLB se acha com o direito divino de ganhar, mas depois de um tetra começam logo com os velhos chavões dos anos de seca das duas décadas passadas. Estes cromos devem ter pesadelos com apitos dourados.
Por conta dessa cultura mudei-me para o FCP há uns anos.

antónio andrade.sousa disse...

Snr Embaixador
Não sei se já tinha louvado o excelente e vertical jornalista Paulo Baldaia.
O seu ataque a um artigo de opinião de um portista atinge todos os adeptos do FCP que lêem o DN.
Costumo vê-lo menos agressivo e não encontro mentiras no artigo que incide sobre um dos três temas mais importantes para um português,FADO,FÁTIMA E FUTEBOL.
Os meus cumprimentos
António Andrade