quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Ajuda

Se Pedro Passos Coelho pensou que abandonar o sótão político onde o país o via confinado ia ser uma ajuda à oposição no combate contra o governo, julgo que se engana redondamente. (Aliás, vai ser muito interessante observar se os putativos candidatos à sua sucessão seguem o seu discurso). Creio também que a lider conjuntural da oposição não lhe vai agradecer muito esta inusitada aparição.

2 comentários:

Anónimo disse...

Lá vem o jotinha velho....

Anónimo disse...

Talvez orientar tão excelsa e em-si-confiante sabedoria para o António.