sexta-feira, 30 de julho de 2021

Uma “Lezíria” perto de casa


Ontem, não nos apetecia jantar em casa, mas igualmente não queríamos ir muito longe. Recorri ao “Fork”, uma “app” muito útil, que efetua reservas sem termos de negociar nada telefonicamente: escolhemos o restaurante, escrevemos o número de pessoas e a hora desejada. Se houver lugar, recebe-se, quase sempre de imediato, um email a confirmar.

O “Fork”, que infelizmente não é adotado por muitos restaurantes, tem também a vantagem de nos indicar, com o número de metros, os restaurantes mais próximos do local onde estamos.

Surgiu-nos então o “Lezíria”, um nome que era acompanhado da sugestiva indicação: “casa de petiscos”. A menos de 10 minutos de casa. Lá fomos, com alguma curiosidade. É na Rua S. João da Mata, 46 (912 790 387), muito perto do Largo de Santos.

É uma sala não muito grande, com uma decoração “arejada” e muito cuidada. Não chegam a 20 pessoas os comensais possíveis. Só uma pessoa serve às mesas: educada, atenta, com sugestões úteis. E o serviço é competente e foi rápido.

O menu eram petiscos, como o nome indicava. Abrimos com uma salada de polvo e gambas salteadas. Depois, fomos para uns ovos mexidos com farinheira e uns peixinhos da horta. Uma mousse de requeijão com doce de abóbora e crocante de noz fechou o percurso culinário. As doses tinham o tamanho adequado. Estava tudo - sem exceção! - excelente! Uma sangria ajudou a que, mesmo com couvert, o preço apontasse para o início da casa dos 30 euros, para duas pessoas. Mas havia uma curta lista de vinhos, a preços muito aceitáveis.

Atenção! A lista estava muito longe de se resumir ao que comemos. Havia por ali outras propostas a que, em ocasião próxima, não deixarei de ser tentado: bacalhau com compota de tomate, mexilhões de cebolada, ovos no forno com cebola e chouriço, cogumelos gratinados e várias coisas mais. Tudo simples, tudo bom.

E assim, “sem saber ler nem escrever”, como se dizia na minha terra para aquilo que é fruto do acaso, descobri um pouso de amesendação leve perto de casa. Ganhei a noite!

2 comentários:

Tony disse...

A sorte calha, quase sempre, aos audazes.

Flor disse...

Interessante! Bacalhau com doce de tomate... Só o bacalhau:)