sexta-feira, 3 de abril de 2020

Segredos do bairro

Vamos lá ser verdadeiros: a Lapa está longe de ser um bairro onde se encontrem muitos restaurantes. A menos que possamos dar uma saltada à Madragoa ou a Santos, a oferta é bastante escassa.

Por isso, foi com alguma surpresa que, por estes dias, nos demos conta da existência, nestas bandas, de um espaço, com poucos lugares, num ambiente familiar e simpático, sem grandes exigências de “dress code”, onde se come muito bem. E a dois passos de onde estamos.

Ah! E é um lugar que cumpre todas as regras de higiene que os tempos exigem. Mas não estaremos a quebrar as regras de confinamento? Bom, confiem no meu bom senso!

Só para lhes dar um “cheirinho” do lugar que descobri, e sobre cuja “geografia” lamento não poder dar grandes pormenores, porque o segredo é a alma do negócio, sempre posso dizer que o menu do jantar de hoje no tal sítio foi um explêndido salmão fumado - com o indispensável “sour cream”, endro, ovo cozido e limão, Seguiram-se umas pataniscas de se lhe tirar o chapéu (nem muito massudas, nem demasiado espalmadas, bem secas do óleo), com um belo arroz de tomate. Como sobremesa, havia uma receita nova de torta de maçã, coberta de canela. Optámos por acompanhar a refeição com um branco, um verde alvarinho da Casa da Calçada, bem fresco. Com o café, terminei com um Johnny Walker Green Label. (Depois digo se precisei de Gaviscon).

Para os mais curiosos, informo que o restaurante se chama “Chez Nous”, mas nada tem de cozinha francesa, ao contrário do que o nome pode sugerir. Aconselho uma consulta ao site do lugar: www.estejamquietosemcasa.com.

8 comentários:

Lúcio Ferro disse...

Atenção,
Com todo o respeito que me merece, senhor embaixador, não frequente esse local, ou sim frequente a solo para abastecer e muito menos faça publicidade, porque é o local que eu tenho tendência a frequentar e sempre foi bom, sempre tranquilo, o dono é um senhor de primeira a cozinha 5 estrelas, raros turistas aeroportuáruios, tudo comme il faut.
Abraço, se nos encontrarmos lá, por certo nos reconheceremos.

Anónimo disse...

Concordo com Lúcio Ferro , não se deve fazer publicidade de restaurantes que continuam abertos , pois sendo essa medida proibida , pode prejudicar o próprio restaurante , por incumprimento da lei . É uma irresponsabilidade fazê-lo , não me parece que o proprietário agradeça . A menos que lho tenha pedido .... o que não acredito .

Anónimo disse...

( continuação ) : a menos que seja uma das suas brincadeiras , e o chez nous seja em casa do sr. Embaixador ... mesmo assim não pode convidar ninguém para chez vous durante o período de confinamento .

Anónimo disse...

Será que os estimados comentadores não conseguem ler o texto até ao fim?

Maria Isabel disse...

Já se começa a notar os efeitos da quarentena.
Ahahah
Maria Isabel

Cidália Ferreira disse...

A ementa era boa. Agora com o afastamento das pessoas começam a apaparicar mais, mas atenção. portinhas fechadas! O Linke não deu! :)

Beijos. Bom fim de semana.
( Vai ficar tudo bem.)

Anónimo disse...



esplêndido salmão, suponho.



amf

Anónimo disse...

E será que o comentador das 13.08 não reparou no comentário das 10.40 ? ( continuação ) .