quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Sporting prejudicado


Acho muito estranha a reação da comunicação social no tocante ao jogo em Tondela.

É evidente que houve uma flagrante irregularidade! É óbvio que o árbitro foi parcial, ao prolongar o tempo de jogo de forma desproporcionada!

Mas não pelas razões que todos adiantaram. Ficou claro que o árbitro foi “caseiro”, que procurou proteger o Tondela, dar-lhe tempo para romper o empate e conseguir ainda marcar um golo, derrotar o Sporting e ficar com os três pontos.

Só que as coisas não correram como o árbitro desejava e acabou por ser o Sporting a trocar-lhe as voltas e a ganhar o jogo.

Nestas condições, se há algum clube que se pode e deve queixar - e muito! - esse clube é o Sporting Clube de Portugal. Sejamos claros e justos!

Não entendo o silêncio de Bruno de Carvalho. Estará com medo?

7 comentários:

Anónimo disse...

Ora aqui está uma forma habilidosa de "virar o bico ao prego". A diplomacia em pleno. Já agora adoraria uma sua opinião, como sempre abalizada, sobre o lamaçal em que se transformou o futebol português ao nível dos dirigentes.

Francisco Seixas da Costa disse...

O Anónimo da 01:10 não tem o humor nos genes. Acontece...

Anónimo disse...

Anonimo da 01:10
O SR. Embaixador foi injusto. Os dois primeiros parágrafos são de elogio, exatamente porque deu a volta ao texto de uma forma brilhante.
Já o terceiro era a pedir-lhe uma opinião sobre um tema transversal á maioria dos clubes de futebol. Mas entendo que seja pedir demais.

Cícero Catilinária disse...

O seu humor, caro Embaixador, o seu humor.....

amadeu moura disse...

No maravilhoso mundo "futebolês", a ironoa fina vira "faca de dois legumes".

dor em baixa disse...

Quando interrompeu o jogo faltavam 20'' para terminar. Se lhe juntar os 60'' da lei pela saída do lesionados só deveria haver jogo durante 1 min e 20 seg. Porque terá ele decidido e informado (sem reclamações) que "ia dar" mais 3 min, isto é, mais um min e 40 seg e depois tenha cumprido?
Contrariando a ironia do texto, durante a última 1/2 hora, tempo durante o qual o desvio de William para central deixou a sua equipa sem cabeça pensante, o Sporting não jogou futebol, lançou "charutos". O Tondela, pelo contrário, manteve o seu tom e refrescou as alas, continuando a explorar saídas rápidas, realizando quatro, infelizmente sem resultado. Via-se na altura que, se houvesse um golo, seria do Tondela. Não foi e, pelo contrário, um "charuto" acabou em golo. Só então os perdedores reclamaram ter havido tempo a mais.

Anónimo disse...

Exatamente, 100%de acordo
Fernando Neves