sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Bartolomeu

Vais hoje ter uma placa nas Escadinhas da Fonte da Pipa. Com a Fernanda e os amigos por lá. Imagino o que tu te ririas, Bartolomeu, se, há uns anos, falássemos disso, da ires ter uma placa numa parede. Vá lá! Se calhar, até achavas graça, mas alvitrarias, pela certa, para chocar alguns, que gostavas que desenhassem a foice e o martelo no retângulo de mármore. Não te fazem essa vontade, mas, descansa, também ninguém põe lá nenhuma setinha... Não sei se a pedra é de Pero Pinheiro, onde aculturaste as "troupettes" da Slade às gravuras da pátria. Mas é capaz de ser. A data foi bem escolhida: 5 de outubro. Lembra a imensa memorabilia, verde e vermelha, principalmente vermelha, que juntaste por décadas naquela casa. Ao longe, do terraço, vislumbrava-se o mar por onde o último Bragança com trono, que, coitado, nem sequer era o pior deles todos, embarcou para a "pérfida" terra do teu (e, por tua culpa, também meu) Crabtree. Mas por que raio estou eu para aqui a escrever-te, do Azerbaijão (é verdade, Barto, ando por aqui, por Baku, por mor da UNESCO que me calhou em rifa), algo que só uns "happy few" entendem? Olha!, porque hoje me deu para isto, para te mandar um abraço muito republicano...

Para todos os outros, aqui fica tudo numa só frase: hoje, em Sintra, será afixada uma placa evocativa, na casa que foi propriedade e onde viveu o gravurista Bartolomeu Cid dos Santos, antigo professor na Slade School of Fine Art, em Londres, cidade onde faleceu há quatro anos.

9 comentários:

Isabel Seixas disse...

"uma placa evocativa" In FSC
Bonita também a Sua homenagem.

Helena Oneto disse...

:)!...

Helena Sacadura Cabral disse...

Caro Embaixador
Mais um morto que conheci enquanto vivo e de quem conservo uma excelente zincogravura. Restos de um passado de convívios artísticos.
Mas que setinha haveria de ferir o Barto e disparada por quem e porquê ?!
;-))

Francisco Seixas da Costa disse...

Tal como a foice (que agora foi-se um tanto abaixo) e o martelo (de que apenas sobrevive uma corruptela televisiva), também as setas ainda figuram nalguns logos partidários. Era isso que eu queria dizer.

Anónimo disse...

Realmente as setas,habitualmente apontadas para nordeste,devia estar
apontadas para sudoeste.Seria mais real!

Helena Sacadura Cabral disse...

Eu percebi, meu estimado Embaixador, eu percebi. Mas desta vez, quis espicaça-lo!
É que se a foice e o martelo andam a preço de saldo, as setas nem para o jogo ao alvo dão.
Ficam as estrelas, meu querido Embaixador, mais ou menos cintilantes, claro está!
Quanto ao caviar, ele só é luxo para aqueles que o não têm. Mas há excelentes "ersatz" e quem lho diz é esta óptima cozinheira que tem o descaro de se gabar!

Francisco Seixas da Costa disse...

Cara Dra. Helena Sacadura Cabral: eu não tinha dúvidas, mas também quis fazer de ingénuo. São os ares do Cáspio.

Anónimo disse...

Caros FSC e HSC
A velha senhora sai-lhe raiva pelas orelhas e não se cala:

grande helena que dum jacto
bota ao mar as setas todas
(mesmo todas?)
bata neles também bato
basta já de tantas podas
(mesmo podas!)

Anónimo disse...

Lindo, lindo. Até o "nosso" Alberto João já leva com as setas... Várias vezes se pôs a jeito e nunca o atingiram. Desta vez, como não soube ir para casa depois da última vitória eleitoral (já atravessada de setas) vai levar com as que restarem por aí...