domingo, 30 de dezembro de 2018

O figurão do ano


Vai por aí uma grande indignação pelo facto da redação da RTP ter escolhido Jair Bolsonaro como personalidade ou figura do ano de 2018.

Posso imaginar que, se acaso a escolha tivesse recaído em Xi Ji Ping, nem uma agulha teria bulido na quieta melancolia dos cronistas do burgo. E, no entanto, o líder chinês é um ditador que chefia com mão de ferro um país onde os direitos humanos são uma ficção, a separação de poderes é um conceito inexistente e a democracia é o que não é. Mas, repito, tivesse sido ele o escolhido, nem uma voz se teria ouvido a contestar. Alguém duvida?

A eleição de Bolsonaro representa uma inversão política de 180° no mais importante Estado de língua portuguesa, onde vivem centenas de milhares de portugueses, cuja evolução é também vital para o futuro da CPLP. Um Brasil “ao contrário” pode ditar mudanças drásticas no tecido político da América Latina, uma sua relação privilegiada com a América tutelada por um figura como Trump pode trazer fortes surpresas, em matéria climática e em outras agendas onde, por muitas décadas, a diplomacia do Brasil, com presidentes de colorações bem diferentes, havia relançado a imagem do país. Se a chegada ao poder de uma figura política deste jaez não é a notícia mais relevante surgida na cena internacional nos últimos meses, então não sei qual será.

A personalidade ou figura do ano - a “Time” um dia escolheu Hitler, com toda a razão - não é um “prémio”, não é um reconhecimento valorativo, não é um elogio. Em 2016, Trump foi a Personalidade do Ano em todo o mundo - e não foi por gostarem dele. Assim, trata-se apenas da constatação de um facto: Bolsonaro é a grande “novidade” da política mundial no ano de 2018, goste-se ou não dela. Mais do que a figura, Bolsonaro é mesmo o maior “figurão” do ano!

E, já agora, aproveito para deixar aqui expresso, alto e bom som, que entendo que a informação produzida pela RTP nos últimos anos, com Paulo Dentinho ou agora com Maria Flor Pedroso, com todos os defeitos que possa ter (e tem muitos), está a anos-luz, em matéria de qualidade e equilíbrio, de qualquer dos seus concorrentes, com todo o respeito que alguns me merecem.

10 comentários:

Diógenes disse...


Alguém duvida?"

Certamente que no "Observador" não faltariam escribas a insurgir-se…...

joao pedro disse...


Já vi que o Sr. Embaixador não gosta muito de dragões… e então se eles vestem de vermelho e deitam fogo pelas narinas a coisa aí fica mesmo descontrolada. O dragão afinal é de papel… Bem, retirou centenas de milhões de cidadãos da miséria e ameaça oferecer desenvolvimento e Paz ao Mundo. Chinesices de país milenar onde a sabedoria não abunda. Nem os cárceres cheios como no Brasil e nos EUA. Chomsky, o antigo Secretário do Tesouro Craig Roberts e tantos outros explicam melhor isto…

João Pedro

PS: Bom ano.

MANOJAS disse...

Talvez porque Xi Ji Ping é na verdade um figurão, como Hitler também foi, mesmo ambos no mau sentido, enquanto que Balsonaro ainda não passa de ser um pequeno facistóide que oxalá nunca venha a ser um figurão,

Anónimo disse...

Ah sim... a qualidade da informação. Bem se tem visto com o caso da Catalunha.

Joaquim de Freitas disse...

Infelizmente, tem razão, Senhor Embaixador, o « figurão » do ano, no pior sentido do termo é, para os Portugueses, esse triste individuo, que, infelizmente mais uma vez, fala a minha língua materna.
Figurão, triste figurão, pessoa importante. / pessoa extravagante, pouco recomendável. // Fazer um figurão, dar nas vistas; tudo isso é verdade.

Mas de lá a compará-lo a Xi Ji Ping, Caro Senhor Embaixador, é incompreensível.

Xi Jiping, Graduado pela faculdade de ciências humanas e sociais, é especialista em teoria marxista e educação política e ideológica como parte de um curso de pós-graduação. Ele tem um doutorado em direito.

Bolsonaro, capitão na reserva, deputado, corrupto, racista, homofóbico, xenófobo, e todo o resto.Como pode um presidente dum país de 210 milhões de habitantes, no século XXI, ter como solução para a miséria a esterilização dos pobres em vez dum programa de panejamento familiar, acompanhado duma politica de redistribuição das riquezas imensas que estão na mão dum punhado de especuladores e corruptos que desgraçaram o Brasil desde sempre?

A China, ao sair da guerra civil e da guerra sino-japonesa tinha um problema de fome muito mais vasto, e resolveram-no precisamente pelo panejamento e uma politica marxista de justiça social.

Estive na China pela primeira vez anos 60 e voltei lá frequentemente depois. Entretanto, a China içou-se ao nível de principal concorrente dos EUA, é respeitada no mundo inteiro. E o pobre Brasil, com Bolsonaro e uma equipa de ministros, dos quais uma meia dúzia e ele mesmo, em 29 casos e um por estupro, são alvo de investigação judicial?

Mesmo o Guru económico de Bolsonaro e futuro ministro da economia, Paulo Guedes é investigado pelo Ministério Público Federal.
Belo cartão de visita.

Anónimo disse...

O caro embaixador escreve o que quer, mas censura os que escrevem o que não lhe agrada. Coisas de socialistas!!! Todos que antes das eleições consultaram sua bola de cristal, literalmente quebraram a cara. Bolsonaro presidente!!! Embaixador sua bola de cristal deve ser xing-ling, da mesma procedência dos caras quebradas!!!!!

Constantino Ubaldino disse...

quem criou o BOLSONARO, foi o próprio PT.

Anónimo disse...

Daqui a algum tempo, a malta das favelas e outros lumpen que votaram nele (a par da escória ligada á Banaca e grandes empresários sem escrúpulos) vai pagar caro. Mas já será tarde!
E depois se verá no que aquilo vai dar. Receio bem que o Brasil nos próximo 4 anos entre em convulsão social complicda. Os brasileiros tanto amam alguém hoje, como o odeiam amanhã. Foi assim com Lula, será com o fascista do Bolsonaro.

Anónimo disse...

De todas as posses presidenciais essa foi uma festa popular, 500 mil pessoas, uma linda festa o fascismo passou longe de todos aqueles que imputam essa pecha ao presidente democrático, sem rabo preso e sem rabo de palha. Todos queimaram a língua, se tem um cheiro de carniça putrefata no ar das línguas dos derrotados e socialistas de araque. LINDA FESTA EM QUE A DEMOCRACIA VAI SE PERPETUAR NO BRASIL!!!

Anónimo disse...

O BRASIL VOLTOU A SER O BRASIL!!! UM BRASIL SEM IDEOLOGIAS, A BANDEIRA VOLTA A SER VERDE E AMARELA, O VERMELHO E A ESTRELA FOI PARA O INCINERADOR DA HISTÓRIA.