sábado, 1 de agosto de 2020

Crise

Antes que as notícias da queda do PIB sejam apropriadas pelo tremendismo de um discurso cuja titularidade se conhece, gostava de lembrar que houve e há por aí uma coisa chamada pandemia. Só lembro isso!

7 comentários:

Anónimo disse...

Tem toda a razão! Era o que eu dizia a toda a gente nos tempos do Passos Coelho: então e a crise global?! Então e a Troika?! Então e a bancarrota?!

Eles não queriam acreditar em nada. Era maldade do homem, e pronto!
Felizmente, agora que o governo é de esquerda, toda a gente de bem vai perceber.

Francisco de Sousa Rodrigues disse...

O bota-abaixo é uma doença de cura difícil, gostaria de ver o que fariam os bota-abaixistas.

Anónimo disse...

Não me lembro do embaixador criticar o tremendismo a a propósito da Troika: era preciso apenas lembrar que pagávamos os prejuízos Sócratistas!
João Vieira

Anónimo disse...

Com todo o respeito pela sua opinião senhor embaixador, permita-me discordar. Ou seja a pandemia não desculpa nem justifica a ação típica e desastrosa dos governos do Partido Socialista que têm tendência para descapitalizar o Estado. Eu lamento e não tenho qualquer simpatia nem preferência por qualquer partido político ( reconhecendo que quase todos apresentam ideias válidas e menos válidas), mas este é um facto é como diz o povo :” contra factos não há argumentos. Espero, contudo que este governo demonstre que,apesar da pandemia, é capaz de fazer a diferença, esperemos...

Anónimo disse...

Este governo, apesar da pandemia, já está a fazer diferente.
Deixou de testar, testar, testar...
E começou a pensar, pensar, pensar...

O doente com teste positivo a ser tratado em casa, a maioria , ou, no hospital.
Os seus contactos, em quarentena-14 dias, sem testes. O controlo está assegurado. Testar para quê? O pessoal de qualquer modo tem de cumprir a quarentena. Dá igual.

Hoje 238 positivos. As pessoas ainda vão ao hospital, porque têm febre...
Se considerarmos cinco contactos, por infetado, é só fazer as contas.
Se considerarmos dez contactos...todos em quarentena...e vigiados pela DGS...

Finalmente. Muito bem. Atenção às "ERPI".

Jaime Santos disse...

Pois, Sr. Embaixador, parece mesmo que há quem goste de esquecer que há por aí uma pandemia. Como se demonstra :) ...

João Cabral disse...

Esperemos, por outro lado, que a pandemia não se transforme numa desculpa para tudo e mais alguma coisa até ao fim do mandato. Mas já sabemos o que a casa gasta, vai ser exactamente assim.