sábado, 18 de novembro de 2017

Condecorações


O meu amigo e colega José de Bouza Serrano, publicou há pouco no seu portal do Facebook esta magnífica imagem. 

O embaixador Bouza Serrano foi chefe do Protocolo de Estado e é autor de um livro sobre o tema que faz escola entre nós. Várias vezes lhe telefonei de sítios longínquos, como ele se lembrará, inquirindo sobre a “doutrina” a seguir, em hesitações conjunturais...

A imagem lembrou-me uma historieta, que um dia já por aqui contei.

Em 1979, na Noruega, como encarregado de negócios de Portugal, chefiando a embaixada na ausência do embaixador, fui apresentado, com o meu colega espanhol Rafael Conde de Saro, atual Cônsul-Geral em Nova Iorque, ao rei Olavo V, durante uma cerimónia de gala no palácio real. Na altura, nenhum de nós tinha qualquer condecoração, pelo que devíamos parecer simples “pinguins” de casaca...

O soberano, que era um homem de grande bonomia e simpatia, quis colocar-nos à vontade e, numa inesperada cumplicidade, disse-nos: "Não olhem agora, mas vão notar que, atrás de vocês, está um embaixador - que não sei de que país é - cheio de condecorações, dependuradas na sua casaca. Devem imaginar que eu, como rei, já recebi imensas. Tenho a sensação de que, se um dia decidisse usá-las todas ao mesmo tempo, caía ao chão..." 

Rimos respeitosamente com a graça real e, passados uns instantes, olhámos. Era um diplomata latino-americano, que, tal como o cavalheiro da imagem de hoje, mas longe do seu exagero, se mostrava pouco dado à parcimónia com que estas distinções devem ser usadas.

7 comentários:

Portugalredecouvertes disse...


se não visitam o museu das condecorações, assim elas saem à rua !!!
bom fim de semana
Angela

Isabel Seixas disse...

Credo e eu a pensar que era uma vitrine de logotipos...

Anónimo disse...

Em tempo longo quem tinha muitas condecorações usava as que mais favoreciam o local em que se encontravam.
De facto nunca todas e sempre as de melhor qualidade para demonstrar alguma coneccção com o país que recebia. Isto mesmo em recepções em Embaixadas.
Mas isto foi num tempo.........diferente..... em que estes conhecimentos vinham do berço.

Anónimo disse...

Numa palavra: cagança!

Anónimo disse...

O "18 de novembro de 2017 às 15:39" ganha já a condecoração de anti-AO do ano!
"coneccção" é magnífico!!!

Inventa "c" onde não existem e ainda os duplica!

PSICANALISTA disse...


-Sai uma condecoração,para o anónimo das 15:52, COMENDA DE LA PALISSE.

Anónimo disse...

Terá este "post" sido lido em Grenoble?