terça-feira, 1 de junho de 2010

Outros tempos...

Por gentileza de Fernando Correia de Oliveira

25 comentários:

PEDRAS EM FÚRIA disse...

ABRIU NA SEXTA (27 DE MAIO DE 2010) A PORTA PRINCIPAL DO PARQUE TERMAL. FINALMENTE SEM CADEADOS, QUE ALEGRIA. TIMIDAMENTE ENTREI,MAS MAIS CEDO DO QUE ESPERAVA FIQUEI TRISTE E DECEPCIONADO COM O ESTADO DE ELEVADA DEGRADAÇÃO EM QUE
SE ENCONTRA. PALMILHEI O PARQUE EM TODA A SUA EXTENSÃO E VERIFIQUEI QUE A INTERVENÇÃO TÃO PUBLICITADA PELA UNICER A NÌVEL NACIONAL NA REALIZAÇÃO DAS OBRAS "PROJECTO AQUANATUR" É UMA GRANDE MENTIRA.
SEIS ANOS DE PARQUE FECHADO PARA TÃO POUCA OBRA.
MUITA PARRA POUCA UVA.
ESTA POSTURA "ENGANADORA" É CARACTERISTICA DOS NOSSOS POLÍTICOS (OPORTUNISTAS) QUE ESTÃO COM OS PÉS NA POLÍTICA E AS MÃOS NAS EMPRESAS PARA SACAR A RIQUEZA DA NOSSA TERRA E ENCHEREM OS SEUS BOLSOS.
Dr. PIRES DE LIMA, FRANCAMENTE, O SENHOR JÁ NA POLÍTICA ERA UMA PROMESSA QUE NUNCA DEMONSTROU COMPETÊNCIAS, NA ADMINISTRAÇÃO DESTE PROJECTO TEM SIDO UM GRANDE INCOMPETENTE, CRIANDO ALTAS EXPECTATIVAS SIMPLESMENTE ENGANADORAS.
NÂO VENHA COM MAIS ANUNCIOS DE ILISIONISTA PORQUE NÃO QUEREMOS SER ENGANADOS.
SÒ TEM UMA SAIDA: CUMPRA O PROJECTO AQUANATUR JÀ.
O SENHOR JÁ É ENCARADO COMO UMA PERSONA NON GRATA NO CONCELHO DE VILA POUCA DE AGUIAR E MUITO EM ESPECIAL NAS PEDRAS SALGADAS.
SEJA DIGNO...
O POVO ESTÁ INDIGNADO COM O ESTADO DO PARQUE TERMAL.
NÃO NOS ATIRE AREIA PARA OS OLHOS.

Alguém, por hoje. disse...

Já sem Cadeados, fica janela aberta para todos os que se seguem.
Começo pelo topo da tabela política Distrital, se me enganar será por falha de memória, mas espero que tal não aconteça, não esquecendo outras Entidades locais como por exemplo: todos os que têm responsabilidade na Saúde, área de alcance muito vasta. Um Concelho sem saúde fica em morte lenta.
Dando início:
1.º Deputados da Assembleia da República com exclusão do Deputado de Os Verdes, Aguiarense, o único com trabalho feito.
2.º Governador Civil, Dr. Alexandre Chaves.
3.º Presidente da Assembleia Municipal, Dr. João Sarmento.
4.º Presidente da Câmara Municipal, Dr. Domingos Dias.
5.º Senhores Vereadores do PSD e do PS.
6.º Senhores Chefes de Divisão da Câmara Municipal.
7.º Senhores Presidentes das Juntas de Freguesia e Assembleias das mesmas de todo o Concelho, com especial referência aos Senhores Presidentes Rui de Sousa e Jaime dos Anjos, (Bornes de Aguiar e Sabroso de Aguiar).
8.º Senhores Presidentes dos Partidos com representação local.
9.º Senhores Presidentes dos Concelhos Directivos de Baldios.
10.º Porque não também incluir: Delegado de Saúde - Dr. Sequeira, responsável pelo Ambiente e não só; GNR do Ambiente; Fiscais Camarários; Senhores Proprietários e Jornalistas dos dois Jornais Locais e Rádio Local. Senhor Director do Centro de Saúde de Vila Pouca de Aguiar e Senhores Directores dos Postos Médicos do Concelho. Senhores Professores de todo o Concelho. Senhores representantes de todos os Grupos de Animação Cultural. Senhores Presidentes das colectividades Desportivas. Senhores Presidentes dos Bombeiros e Protecção Civil, Senhores/as representantes locais da Cruz Vermelha Portuguesa. Espero não ofender ninguém por mero esquecimento ou falha na ordem de os mencionar, todos são importantes, todos estão em primeiro.
A todos pergunto: Já visitaram o Parque Termal? O Parque das Romanas? As Caldas de Sabroso? Estão Vossas Excelências em consciência tranquila com o trabalho da UNICER neste Concelho? Estão contentes? Vão estar todos Presentes no dia da Festa da Inauguração? Como não sei a resposta de todos vós, aqui deixo o desafio para que neste Blogue possam manifestar o que sentem sobre o mesmo, escrevendo o encanto ou desencanto, mas neste caso, não tapem o rosto, porque já são figuras Públicas.
Se não estão contentes, por favor não compareçam na festa prevista para dia 18 de Junho a levar a cabo pela UNICER dentro do Parque Termal da nossa querida Vila Termal de Pedras Salgadas, aquela que foi a Rainha das Estâncias Termais de Portugal à qual já roubaram a decência e também o Casino, restando apenas a memória de um edifício abandonado com data de 1910.
Creio nos valores Humanos deste Concelho. Obrigado pela vossa leitura.

Anónimo disse...

Subscrevo...
Viver na Saudade...É... Nostalgia

Pedras em fúria, Estou consigo ou convosco...
Isabel Seixas

Sr. Embaixador vou ver se consigo imprimir...
O Postscript era redutor só faltava nós os da região não podermos ir ao parque...
Qualquer dia desses até o céu privatizavam...Na minha vida...

Anónimo disse...

Os habitantes de Pedras Salgadas e todos os Aguiarenses, em geral...estão indignados!!! Basta de serem usados e gozados...pela UNICER!!!
As promessas de recuperação do Parque Termal, a sua reabertura (depois de tantas alterações ao projecto e às datas de conclusão do mesmo)eram esperadas com entusiasmo por alguns...e desconfiadamente pela grande maioria...
DESILUSÃO para TODOS!!! O parque reabriu...
Visitem-no e poderão constatar as mentiras e as vãs e falsas promessas da UNICER!!!

José António Pinheiro de Carvalho disse...

Exmº Senhor Embaixador:

"Sabes, o Parque já abriu...".
Foram estas as palavras de abertura de um telefonema que recebi há dias.
Não, a falta de pontos de exclamação não resulta de qualquer esquecimento ou distracção; da voz do mensageiro só pude extrair reticências...
Não denotei alegria, só amargura e indignação...
Continuou dizendo que, com excepção do balneário e da piscina exterior (mais propriamente lava-pés, por comparação à anterior) tudo está por fazer; só foi desfeito o que já havia...
Nem a vegetação, ao que parece, tiveram o cuidado de tratar...
Acredito piamente em quem me transmite estas notícias; é meu amigo e orgulhos habitante das Pedras.
Pessoa, como muitas da terra(e fora dela, felizmente) que a quer bem e que desespera por ver assegurado um direito que nunca lhe devia ter sido negado, muito menos com falsas promessas e constantes adiamentos.
Por isso, desde já me associo à sua indignação e à amargura daquelas suas reticências.
No entanto, não quero dizer mais sem antes ver com os meus olhos.
Mas depois direi!
E, enquanto a Unicer não cumprir inteiramente as suas promessas, sempre hei-de dizer!
Para já, quanto mais não seja para tentar dar algum sossego à minha saudade, irei ao Parque...
Mentalizado que não verei casa de chá ou hotel abertos, parque de água, mini-golfe, museus ou bazares... mas irei!
Preparado para o mal que me faz pensar quantos mais anos faltarão para ver (se é que verei) aquilo a que Pires de Lima se refere agora como "Âncora para turismo de excelência"(ver em http://aeiou.expresso.pt/unicer-abre-termas-de-pedras-salgadas=f583819)... mas irei!
Resumindo, com os olhos abertos
no presente, com o coração no passado e com (cada vez menos, porém) esperança no futuro... mas irei!
E, cumpra ou não a Unicer com as suas promessas, sempre hei-de ir!
Sem reticências.

Peço-lhe que aceite um forte abraço e que continue a lutar ao lado de quem quer bem às Pedras.

Anónimo disse...

Para os menos esclarecidos.

De que se compunha o projecto Aquanattur em Pedras Salgadas:
Antigo Balneário passa a SPA Termal; Hotel Álvaro Siza, substitui Hotel Avelames; Grande Hotel transformado em Aparthotel; Hotel do Norte a demolir dando lugar a Parque de Estacionamento; Universal a integrar na área Termal, ainda sem definição para este, mas com grande Parque de Estacionamento automóvel, na zona do Carrasco; Edifício Casino a preservar para eventos; Chalé e Vila Adriana a preservar como Vilas; Pensão do Parque destinada a ludoteca e outros fins de apoio aos Aquístas; Fontes a recuperar; Lago a preservar; Piscina a ser valorizada com bons balneários no mesmo local; Criação de novos cortes de Ténis junto ao SPA, os actuais seriam eliminados para dar lugar a Parque de Estacionamento; Garagens para de exposição de carros antigos em itinerância; Antigo edifício de engarrafamento como Museu; Casa de Chá a recuperar com a velha traça, ampliada para a antiga farmácia; Bazares recuperados; Recuperar antigo Minigolfe; Criar o Parque Temático da Água; Recuperação do antigo Observatório de informação Climático; Este foi o projecto apresentado em placar, exposto dentro do Parque Termal de Pedras Salgadas e dada a devida publicidade no Site da UNICER. A UNICER deu publicidade deste projecto em excelentes brochuras, escrevendo na capa palavras como: Autêntica e Transparência onde muitas personalidades escreveram os seus testemunhos. Em determinado momento onde se explica parte deste grandioso projecto, Manuel Marques Director de Turismo da UNICER, escreve: Também a piscina é de acesso público e possui um bar de apoio que continua a funcionar durante a noite. O objectivo é que os parques recuperem a sua dinâmica, “vivendo e respirando todos os dias”. Outras afirmações são feitas como: queremos assumir-nos como uma entidade de fomento turístico da Região.

Anónimo disse...

As “Pedras” que faltam concretizar.

Simples recordar de compromissos:
Edição de 26 de Maio de 2006:
Ministro da Economia, Manuel Pinho, visitou no passado dia 19 de Maio as instalações das Pedras Salgadas e de Vidago, acompanhado de Manuel Ferreira de Oliveira, (Presidente do Concelho de Administração da Unicer).
Em 30 de Maio de 2007,
Representantes oficiais pela UNICER e Município colocaram a primeira pedra relativa à recuperação do balneário termal, com conclusão para meados de 2008, altura em que, segundo o CEO da UNICER, deverão estar concluídos «os melhoramentos de todas as infra-estruturas públicas», designadamente casa de chá, piscinas, museu de coches, bazar, parque temático da água, entre outras.
Quanto à requalificação do Aparthotel, está marcada para o início deste Verão de 2007.
Em relação ao hotel de Pedras Salgadas, Pires de Lima diz: esta unidade apenas deverá abrir em 2010, pois «quisemos gradualizar o investimento em Pedras Salgadas e esperar para ver como está a correr Vidago antes de o abrir», disse aquele responsável.
Alteram-se estratégias: o novo Resort turístico com SPA termal projectado Álvaro Siza, de quatro estrelas superior avança em meados de 2009 com conclusão prevista entre o final do ano de 2012 e inícios de 2013.
O que existe de verdade no actual momento:
Temos o Balneário SPA em funcionamento.
O Parque Termal abriu parcialmente os portões que fecham pelas 20h00, (Nunca tal horário existiu!) com o arruamento principal com novo saibro, sem um banco, uma floreira, uma bica de água, uma fonte aberta, e o restante parque sem apresentar limpeza visível, ramos de árvores secos e poluição grave, para quem sofra de deficiências respiratórias. Vemos grandes taipais a envolver o Grande Hotel e as traseiras da casa de Chá, sinónimo de muitos anos de espera, fazendo lembrar Sousa Cintra. Pelos vistos a UNICER pretende copiar os mesmos princípios de actuação.
Vender as Águas das Pedras Salgadas, cujo rótulo foi propositadamente alterado, deixando de ser notada a imagem de fundo do mesmo a da Estância Termal e a palavra Salgadas mudou drasticamente de tamanho, para apenas ser conhecida como Águas das Pedras.
Pedras Salgadas identificavam a nossa Vila Termal e obriga a falar do Parque Termal o que não lhes interessa. Assunto para tribunal julgar, pelos prejuízos turísticos causados à Vila Termal e Concelho.

Andre Santos de Carvalho disse...

O inacreditável acontece.

Com a descarada anuência dos mais responsáveis a incultura e subserviência de outros, assim se vive em Pedras Salgadas e se admite que a podridão esteja instalada, para durar.
Abre-se um Parque Termal cuja razão principal para tal acontecimento ser possível, é o de dar água nas várias fontes aos Aquístas e seus visitantes, pois tal não acontece nem vai acontecer, porque o estado de degradação das buvetes assim o demonstra.
É escandaloso o que se passa nas Termas de Pedras Salgadas, a arrogância do poder da UNICER é o espelho do filme político que temos a nível nacional e local.
Se o motivo desse para achincalhar o Governo, já se tinha mobilizado todo o Concelho, Distrito, Televisão estaria por cá, enfim muito fogo-de-vista, mas a UNICER paga o silêncio.
Como irá acabar todo este filme?
Velhos ditados não devem ser esquecidos, porque pertencem à sabedoria popular, apoiados em décadas que lhe dão credibilidade: “Elas cá se fazem, cá se pagam”. Tudo é questão de tempo.

Anónimo disse...

Hoje 7 de Junho, Jornal de Notícias trás Notícia.
Penso que muitos a terão lido, mas com muita surpresa!? No final muitas interrogações??? O caso não é para menos, na verdade os não crentes desta obra, que se manifestaram há já muitos meses em Assembleia de Freguesia, pelo que viam no dia-a-dia, durante anos, tantas vezes foram pelo Poder Local achincalhados, perseguidos, mal tratados, dando-lhe o rótulo de uma movimentação política. Após este queimar de anos e de lermos hoje, as declarações do Sr. Presidente de Junta Rui de Sousa, a este jornal, lhe devemos perguntar: Será que tem arcaboiço e independência para chefiar a revolta? Seria bom que assim fosse, mas não se esqueça que tem que ir à frente do Povo, pelo menos perante aqueles que o elegeram. Os outros que não acreditaram em si, serão os primeiros a estarem consigo na frente, porque tem sido o lugar deles, sempre na frente, mesmo achincalhados.

Anónimo disse...

TERMAS DE PEDRAS SALGADAS CRUXIFICADA
PARTE I
Na 1ª década do século passado não passava despercebido a ninguém a pujante oferta hoteleira e a inovadora tecnologia hidrotermal que nessa data as Termas de Pedras Salgadas ofereciam aos aquistas de então. Passados 100 anos é comunicado no jornal local “Notícias Aguiarenses” segundo fonte Unicer que a 18 de Junho de 2010 será inaugurado oficialmente a reabertura das Termas após 5 anos do seu encerramento e no qual se consumou uma míngua parte do plano Aquanatur . As portas do Parque foram finalmente abertas nos últimos dias de Maio. A curiosidade era grande pelo que os residentes locais desde miúdos a graúdos observaram embasbacados as modificações operadas. Na verdade e perante os factos a actual Concessionária parece não estar consciente que a “obra realizada” não vai chegar para acalmar munícipes e autarcas. Não vale a pena repetir o que já foi dito sobre a inexistência de um Hotel operacional, do estado pouco cuidado de apresentação do Parque em geral, do arrasamento de dois hotéis e da magnífica Piscina dos anos setenta e cujo enquadramento e encanto era sublinhada por nacionais e estrangeiros a qual foi substituída por um pífio tanque de reduzidíssimas dimensões. Não se excluiu assim a razão que tinham as centenas de pessoas que se juntaram em Julho de 2009 na magna Assembleia Extraordinária da Junta de Freguesia de Bornes de Aguiar e aí expressaram as suas preocupações da deriva do projecto Aquanatur. Compreendeu-se nessa data a posição da Autarquia e o seu benefício da dúvida uma vez que é sua missão natural apoiar qualquer Empresário. Não é compreensível que a reestruturação de umas Termas durante 5 anos se resuma em substituir as infra-estruturas de esgotos, águas pluviais, electricidade, ampliação do lago e a reconversão do miolo do balneário o qual foi transformado num banal SPA. Não se discute a qualidade destes trabalhos que naturalmente devem ter seguido as regras da arte e a legislação em vigor. Apenas todos se interrogam sobre a bondade desta estratégia
de investimento

Anónimo disse...

TERMAS DE PEDRAS SALGADAS CRUXIFICADA
Parte II
Sem nenhum Hotel antigo ou novo aberto quem vai sustentar o funcionamento destas Termas? Será admissível para alguém a ideia que o SPA do Balneário irá ser rentabilizado pelos residentes locais ou que do resto do país ou do estrangeiro virão aquistas fazer Termas a Pedras Salgadas sem a dita Vila Termal dispor de uma única cama? E que dirá o comércio local que estoicamente aguenta há 5 anos que a corrida às Termas se inicie como o motor do processo de recuperação económica desta região e que consolidaria a sonhada edificação da Vila Termal de Pedras Salgadas? Mas as interrogações não se contem apenas na ausência de Hotelaria. E as Fontes vão abrir? E a Direcção clínica já existe? E as estruturas periféricas como os Courts de Ténis, Minigolfe, Bazares, Casino e Casa de Chã vão continuar em off-line? Não parece assim estarem criadas seguras condições para que a anunciada solene inauguração das Termas entusiasme a presença de público e fundamentalmente autarcas sem que antecipadamente seja obtida a garantia de respostas concretas que o projecto Aquanatur e o seu prazo é para cumprir na sua plenitude sob o risco de se tornarem solidários nesta morte anunciada das Termas de Pedras Salgadas.
Conclusão: Em cenário de crise a Unicer decidiu sacrificar as Termas de Pedras Salgadas tendo o Projecto Aquanatur sido prioritariamente desviado para Vidago onde provavelmente numa derrapagem incontrolável esgotou mais de 85% das verbas disponíveis. São opções de quem dirige a Empresa Privada Concessionária e que tem de prestar contas aos seus accionistas maioritariamente estrangeiros. Uma coisa a população de Pedras dificilmente irá compreender, como foi possível este desequilíbrio de investimento sendo certo que é a garrafa de quarto das Pedras que irá ser o AVALIZADOR de todo o projecto Aquanatur! Não é também por acaso a impressionante campanha publicitária que ocorre neste momento em vários canais da TV e imprensa à promoção das Água das Pedras a qual serve também para lembrar aos “média” o conveniente silêncio que deve ser contido sobre o impacto que possa estalar sobre o escândalo que ocorre hoje nas Termas de Pedras Salgadas e em vias de ser esclarecido na Assembleia da República (interpelação recente do Partido dos Verdes).

Anónimo disse...

Outros Tempos...

Há 25 anos, oito de Junho de 1985, após a configuração de privatização e promessas protocolares recíprocas em São Martinho pela direção vocal do Padre Neves, pano de fundo Família de testemunha...Firmar o Certo.

O cenário idílico a fotografar para a posteridade o Parque das Pedras ...

Onde proliferavam recantos de sonho capazes de activar todos os sentidos prá vida ... onde a ausência de naturezas Mortas êxtase de silêncios perplexos, pela imensidão, inibia as escolhas evocando... O pode ser aqui, está bem e o fotógrafo rendido capturava a grandeza dos excertos de paisagem com mais a... De um casal.

hoje deu-me vontade de fazer a reconstituição do ..... evento, mas faltava-me o principal...
Deixaram ou deixamos ou deixei também...
Morrer
A paisagem...

Só sei que doí
Isabel Seixas

Anónimo disse...

Leitor deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Outros tempos...":

Sr. Ministro da Presidência Dr. Pedro Silva Pereira, Senhora Deputada Dr.ª Paula Barros, Sr. Governador Civil Dr. Alexandre Chaves, todos do nosso Distrito, responsáveis Políticos no actual poder.
Não permitam que esta Vila Termal continue a ser crucificada, porque pelo facto de termos umas Águas de renome mundial, as mesmas têm sido a desgraça desta Terra.
Por favor não se remetam ao silêncio como até hoje.
Todos os Políticos que por este Concelho têm passado pelo poder Autárquico nestas últimas três décadas têm colaborado descaradamente a favor da desgraça e não a favor do desenvolvimento.
Vejamos porquê: O Caminho de Ferro fechou para beneficiar a camionagem, morrendo o turismo que o velho comboio trazia, como memória do mesmo temos um calhau com a casa dos rolos na ponta dos carris,(...). Os Táxis deste Concelho apenas fazem publicidade ao Granito. Águas do Cardal estão à espera de melhores dias para a UNICER lhe deitar as mãos, a culpa morreu solteira. O Casino foi para Chaves. O Hipódromo morreu. Caldas de Sabroso são o escândalo de telhados com chapa de zinco podre e sucata na envolvente, para contaminar as águas.
Não restam dúvidas que estão a provocar propositadamente esta pacata população, para lhes fazer crer que não passam de parvos analfabetos e que as Termas acabaram de vez, é a conclusão que se pode tirar de quem muito bem já neste blogue descreveu o que se passa com o poder da UNICER e CENTRALCER, o monopólio das bebidas está instalado e são eles que ditam as leis, os políticos calam-se, dá jeito!
Não oiçam mais conversas fiadas de promessas falsas. Se o poder local não quer que os apelidos lhes possam deixar marcas, ainda estão a tempo de demonstrar o contrário. Do poder Distrital esperamos uma atitude rápida e colaborante com este Povo, que já tem fome, nem água têm para beber, porque as Fontes Termais secaram, provavelmente a água engarrafada já é de todos os lados menos das Pedras Salgadas, talvez do Rio Avelames.

Nota: O responsável por este blogue entendeu dever retirar algumas expressões pessoalizadas no texto, pelo facto deste ser anónimo.

9 de junho de 2010

Leitor Atento disse...

Depois de tantas dúvidas para alguns que julgavam a UNICER uma Empresa digna de respeito,ex que finalmente os Políticos da Freguesia decidiram juntar-se ao Povo. Este Povo, há muito via as mentiras sobre o Projecto Aquanattur em Pedras Salgadas, os Políticos foram-lhe dando o benefício da dúvida. Finalmente terminou o reinado da dúvida.A todos se impõe que não mais se dividam, só juntos venceremos o Elefante das mentiras Dr. Pires de Lima pela "UNICER". Leiam o jornal PQ em, http://www.pq-jornal.com/

Isabel Ventura disse...

Porque adoro Pedras Salgadas e as suas maravilhosas águas quando bebidas nas Fontes, naturalmente que acompanho a par e passo o desenrolar de todos os acontecimentos.
Hoje fiquei parva para a minha vida quando fico a par das declarações do Sr. Presidente da Câmara, Dr. Domingos Dias, então não é que o Homem está do lado da UNICER!!!!!!!!!!!!!
É para se ficar parvo de espanto, porque sempre pensei que o dito fosse mais coerente, sério, não no sentido do riso, mas dos princípios de gestão, da transparência da coerência e humanismo.
Afirma nas suas declarações na rádio local a RCA de Vila Pouca de Aguiar em 95.5 MHz que ainda mantém confiança na UNICER! Porquê? Afinal quantas personagens veste o Sr. Dr. Advogado?
Afirma também: que o caminho se constrói caminhando, pelo que devemos ser pacientes.
Naturalmente o tempo que passa para ele tem sido de ouro, o mesmo não dizem os que esperam.
Quanto mais agradar à UNICER melhor certamente se vestirá e vestirá os seus familiares e compadres.
Também diz que tem a ver com a crise económica, mas em Vidago a crise não existe, é curioso!
Para investirem na fábrica de Pedras Salgadas, na destruição da de Vidago, e na destruição de postos de trabalho, não houve crise.
Também o Sr. Presidente para que a UNICER não duvidasse da sua ajuda, isenta-a de impostos. Muito bem Sr. Presidente, mas como recompensa o Sr. ia ter o Projecto Aquanattur já nesta data concluído, é verdade não é? De novo pergunto, afinal para não ser mais longo, de que lado está da barricada? Do lado do Povo ou da UNICER.
Agora deixo uma pergunta aos Senhores Presidentes de Junta e de Assembleia de Freguesia, que já afirmaram em público que era com o Povo que iriam estar. Podemos confiar? Assim esperamos.
Como podem verificar o vosso Presidente, já não precisa de vós. Três mandatos, futuro assegurado, agora o melhor encosto chama-se UNICER para prolongar virtudes e futuro à família. Os projectos nos terrenos no centro da sua Vila Pouca de Aguiar, que os Pais lhe deixaram foram concluídos com bons dividendos. O Povo, esse foi lorpa, ou não seja ele Advogado, com o devido respeito por alguns. Um jogador nato!
Quanto à UNICER apenas fica um recado, cuidado, não vamos parar………...........................!

José Eduardo Machado Alves Quinteiro disse...

Finalmente aparece alguém, que, com o realismo necessário e sem demagogias, vê o que se está a passar e faz uma análise correcta da situação.
Pedras Salgadas precisa de todos, de todos aqueles que vestem uma única farda - a do apego incondicional ao desenvolvimento da nossa estância termal. Não podemos parar, nem deixar que as palavras "estudadas" do Presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar, nos embalem e nos conduzam a uma letargia, e depois seja tarde para conseguirmos a tão desejada recuperação.
De que lado está o Sr. Presidente da Câmara?
Uma coisa é certa. Do lado dos Aguiarenses não está.
Não quero atribuir culpas a ninguém, mas o que andou a fazer o Município todo este tempo?
Eventualmente andou a podar roseiras e esquecendo-se da floresta.
Só nos resta dar o apoio necessário à Junta e à Assembleia de Freguesia de Bornes de Aguiar, que, finalmente, conseguiram ver que não podem contar com o Sr. Presidente da Câmara, pois este ainda não viu o que se está a passar. Homem de vistas curtas para os largos interesses do concelho.
Mas, deixo aqui uma sugestão às individualidades de Pedras Salgadas.
Onde está a V/ massa crítica?
Porque não Vos manifestais neste blogue, ou noutro local?
Porque não exprimis os Vossos sentimentos de revolta?
Certamente, o clima que se vive neste concelho não será o melhor, mas é preciso ter muito medo ou falta de apego à terra, para fica silêncio, enquanto a Nossa bela estância Termal se vai definhando.
O povo precisa de ouvir a Vossa voz, precisa de alguém que lhe transmita um sentimento verdadeiro e lhes faça uma visão daquilo que nos espera caso as obras não se façam, pois, assim, aglutinar-se-ão à Vossa volta e surgirá o tão desejado movimento local, necessário para, ordeiramente, mostrar à UNICER, que basta de promessas vãs e de desculpas infundadas na justificação dos atrasos registados.
O Povo precisa de um Timoneiro. Precisa que lhe mostrem que já se vive em democracia desde o 25 de Abril. Não a percamos.
Mostraremos à UNICER que o Povo de PEDRAS SALGADAS merece que as obras que o Presidente da Câmara tão negligentemente deixou que não se fizessem e que continua a permitir a sua não execução, em troca de umas intervenções ligeiras (colocação de bancos, limpezas, demolições, um concurso hípico durante um fim de semana e outras coisas afins). Mostraremos à UNICER que estas obras devem ser executadas, de modo a garantir a sustentabilidade de uma localidade e de um concelho, cada vez mais isolado e mais pobre. Diria até sem futuro.
Venham para a rua, apoiem o V/ Presidente da Junta enquanto este consegue manter o discernimento, que tão tardiamente alcançou. Amanhã poderá ser tarde…

José Eduardo Quinteiro

José Albano disse...

Isabel Ventura, José Eduardo Quinteiro entre muitos que neste Blogue abertamente ou no anonimato, manifestam as suas preocupações, juntam-se num abraço com todos os que na verdade nada devem temer pela colagem aos Presidentes de Junta e Assembleia de Freguesia de Bornes de Aguiar. Esta oportunidade não deve ser desperdiçada, por isso Senhores Rui de Sousa e Jorge Barroso, por favor descolem-se definitivamente da UNICER e de Domingos Dias. Aceitem os conselhos ainda de amizade. Não os desperdicem. Se o fizerem a vossa imagem terá futuro, de outra forma não contem nunca mais com o Povo onde vivem. Estamos todos à espera que marquem o dia de uma manifestação com a mobilização de TODO o Concelho.. Assim o fizeram pelo encerramento das Urgências do Centro de Saúde e da GNR de Pedras Salgadas. Queremos Hotéis e tudo o que nos prometeram.
O recuperar do Termalismo é imprescindível, não podemos permitir mais devaneios de Domingos Dias!

Anónimo disse...

BILHETE-POSTAL Á UNICER
Fez ontem domingo dia 27 de Junho, precisamente um mês que foram abertas as portas do Parque Termal. A inconcebível forma como o ex-formoso parque se apresentou toca as raias do imaginário. Por mais interrogações que se possam deduzir não é possível que o CEO da Concessionária esteja ao corrente do estado lastimoso com que se fez esta reabertura. Ou os operacionais de campo lhe estão a esconder o estado da nação ou os seus conhecimentos sobre esta actividade são exíguos.
Assim bastou uma pequena agitação popular para que um enxame de dezenas de operários desde há 15 dias ocupassem a zona baixa do Parque, tentando acabar aquilo que já deveria estar feito há longo tempo, não só pela simplicidade da acção mas também pelas regras do ciclo natural que rege a vida vegetal.
Não será fácil adivinhar que apenas que como de diz nesta terra onde passa a “procissão” poderá estar em breve minimamente apresentável. Só que o Parque não é só a Avenida das Nascentes é um espaço inteligentemente desenhado, que ocupa uma área de 163.669 m2 dos 742.719 m2 do vasto património registados no Concelho de Vila Pouca de Aguiar. Aparentemente é popularmente comentado que todo este património não terá dono (!)
Por isso parece inevitável, olhando as sequelas da desorganizada intervenção a que se associa a omissão de uma planificação coerente, que a mudança das Estruturas Termais preconizadas com o anunciado Plano PIN para Pedras Salgadas esteja a ser um pesadelo para o CEO da Empresa Concessionária, uma vez que a “procissão” ainda vai no adro não obstante o “delay” ocorrido.
Aliás nem se trata aqui de um conflito de hegemonia ligada a uma competição entre Pedras e Vidago. A discutível nova Piscina a ausência de uma unidade Hoteleira e as Fontes encerradas bem como a chocante e vertiginosa degradação ocorrida desde 2002 no parque termal pela ausência de qualquer laivo de manutenção toldou a esperança que se depositou na população deste Concelho neste falhado projecto, pelo que não se dispensa agora que os representantes autárquicos se demitam das suas responsabilidades.
Estamos a falar de uma empresa centenária que já foi a maior empregadora da região que explora neste Concelho uma das maiores Concessão do Estado Português na área dos recursos Hidro-Minerais, com uma enorme tradição de responsabilidade no meio social onde está inserida e cujo sentimento e murmúrio das populações é de sentido amesquinhamento.
Será com a maior urgência que o CEO da Empresa Concessionária e não por qualquer empresa de comunicação ou por um qualquer insuficiente funcionário, venha anunciar o quadro geral da redefinição do projecto PIN. O pragmatismo dos valores e interesses da Empresa Concessionária não são minimamente entendíveis pela população concelhia e a agitação que se está a viver não augura bom presságio. A ver vamos…

Anónimo disse...

(Notícia do jornal I, de 28 de Junho de 2010)
«Em Espanha e Inglaterra a crise política colocou as férias dos governantes na agenda política. Em Portugal pede-se "bom senso". Sem populismo.»

Confrontado com esta questão, o presidente da Unicer, António Pires de Lima, admite que irá passar as duas semanas de férias em Agosto em Portugal, mas não por causa da crise ou do repto do Presidente da República.
«Não vou ser hipocrita.É como faço sempre.», reconhece.Na Unicer estamos a ter um bom ano e vamos fazer a nossa vida normalmente.Não vemos as razões para suplementar medidas de excepção.
Naturalmente não é necessário perguntar ao Presidente da Câmara de V.P.A. onde irá passar as suas férias!
Recordo que a entrevista à Rádio Clube Aguiarense(R.S.A.), O Sr. Presidente afirmou que a crise que o país enfrenta é fortemente penalizante para todos e inclusivé para a Unicer, pelo que devemos ter paciência com as obras no parque termal de Pedras Salgadas.
Em face das declarações do Dr. Pires de Lima: «Na Unicer estamos a ter um bom ano.», o que já é um clássico de records de vendas de Água das Pedras Salgadas de ano para ano.
Francamente Sr. Presidente Domingos Dias!!!Não é desta forma tão prejudicial que se defendem os interesses do concelho.
O Sr. Presidente diz estar ao lado do povo nesta causa, mas argumenta publicamente na sua defesa colocando-se como um porta voz dos reais interesses da Unicer.
Não esqueça os benefícios e isenções fiscais concedidas à Unicer, deveria ser exigente com esta e não tão compreensivo.
A Unicer(internamente) designa a Água das Pedras como o seu diamante(que riqueza!!!!!!).
O Sr. Presidente, ao actuar desta forma, não conseguindo afrontar e exigir o imediato cumprimento do projecto AQUANATTURA à Unicer revela de que lado da barricada está.

Será que o Dr. Domingos Dias intencionalmente não quer ver a postura indigna, revoltante em nada séria que a Unicer revela para com o concelho?!
Nós sentimos vergonha.
A Unicer quer mais tempo para quê???
É certo que esse tempo que mais pede é para nada fazer!!!


GANHE CORAGEM E FAÇA ALGO PARA QUE ISSO NÃO ACONTEÇA.
O POVO ESPERA POR SI, ASSIM O QUEIRA!!!

António Manuel Martins Castanheira disse...

Muito boa Tarde a todos...
Esta minha intervenção neste blog, em nada tera a ver com o que tenho lido por aqui, primeiro porque não sou tecnico e admito que não entendo nada sobre a questinucula das àguas. Depois, porque não me revejo em grande parte dos ataques sistemáticos que por aqui vão sendo dados...
Será que ainda não entenderam que neste momento, o que tem que se fazer é de uma forma transparente, motivar não só a população de Perdas Salgadas mas de um Concelho inteiro para JUNTOS EXIGIRMOS???
De que nos adianta andarmos aqui a perder tempo, se o povo AINDA não foi motivado para reenvindicar?
Anda-se aqui a apontar o dedo a Sr. Presidente de Junta quando o mesmo já disse PUBLICAMENTE que daquilo que foi prometido pouco ou nada foi feito! SERA QUE NÂO CHEGA?
Pessoalmente parece-me mais do que suficiente para que de uma vez por todas, todos os politicos deste concelho, PSD,PS, CDS, CDU, IDEPENDENTES etc, se sentem à mesa para saudavelmente e sem interesses em CRUZES definirem um plano de acção?
ESTA parece-me que a única forma de seremos efectivamente ouvidos, não só pela UNICER mas também pela Comunicação Social Nacional(com todo o respeito pela local).
Sou militante de um Partido, mas estou completamente disponivel, para como CIDADÃO do Concelho de Vila Pouca de Aguiar dar a minha HÚMILDE AJUDA em prol de Pedras Salgadas, pois este problema sobrepõe-se à minha militancia...
Um dos postos de Trabalho que não foi criado em Pedras Salgadas poderia ser meu, poderia ser seu, dele, dela. E quantos postos de trabalho não foram criados?
É DESTA MANEIRA QUE EU VEJO O PROBLEMA...
POR ISSO MESMO NÃO PRECISO NEM SER TÉCNICO, NEM PRESIDENTE DE JUNTA OU CAMARA OU VEREADOR OU ATÉ LIDER DE UM QUALQUER PARTIDO PARA ABRAÇAR DE ALMA E CORAÇÃO ESTA CAUSA...
EU ESTOU PRONTO E VOU LUTAR POR PEDRAS SALGADAS!!!!
QUE RAIO VÃO VOCES FAZER???
Se alguém levou a mal este meu texto, peço que me desculpem pois não foi minha intenção.

MARTINS CASTANHEIRA

Almerindo Teixeira disse...

30 de Junho, dia da visita do Sr. Presidente da Câmara e Junta de Freguesia acompanhados de Directores sem peso da UNICER, já passou. Pires de Lima não teve tempo para estar presente, delegou! Nos últimos três dias de Junho a azáfama era enorme: no pseudo campo de minigolfe, no tanque - piscina, lago, no jardim de entrada e na parte alta do parque, só se viam operários e máquinas. Dia 1 de Julho depois da visita e dos olhos “tapados” aos Senhores Presidentes chegou a justificação, estavam feitas as obras prometidas, será o que temos que concluir! Todos contentes provavelmente, diremos nós! Tudo em silêncio é o que se nota. A verdade no momento é bem diferente: Casa de Chá, Bazares, Parque Temático da Água, Parque Infantil, simplesmente não existem, Lago sem barcos, minigolfe sem meios para a prática do mesmo, jardim de entrada em terra à espera do roseiral, parte alta com limpeza a 30%, Fonte D. Fernando e Preciosa mantém-se fechadas, as restantes fontes abrem mais ou menos 4 horas por dia, fechadas ao Domingo, o dia mais importante para visitantes, portão principal apenas aberto a 50%, para evitar as “avalanches” de Turistas, ou evitar que saia qualquer animal de maior porte, a estrutura superior em arco metálico com o nome de Pedras Salgadas desapareceu e ainda não voltou, provavelmente virá só com o nome “Pedras”.
Este é o panorama do que nos foi prometido???????!!!!!!!!
A crise é a justificação, disse o nosso Presidente, embora Pires de Lima não diga o mesmo, nunca a Empresa esteve tão saudável, ganhando em 2009 rios de dinheiro, em quem vamos confiar?
Parabéns Dr. Pires de Lima, a sua gestão são um exemplo de progresso para a nossa Vila Termal e o Turismo do Alto-Tâmega.
E agora? Todos contentes?????????????

José Almeida disse...

Parque das Pedras Salgadas tem novo projecto turístico
20 JAN 2006 na TSF Rádio Notícias.
O Parque das Pedras Salgadas e Vidago vai ser alvo de um projecto turístico com a assinatura do arquitecto Siza Vieira. Segundo o Governo, o objectivo máximo é promover a região do Douro e Norte de Portugal como quarto destino turístico de Portugal.
O Governo aprova e apoia o projecto turístico AquaNattur para o Parque das Pedras Salgadas e Vidago que resulta de um processo de negociação de dois anos que envolveu a Agência Portuguesa para o Investimento (API).
A obra, que vai ter a assinatura do arquitecto Siza Vieira, prevê um investimento global de 47,8 milhões de euros, a criação de 110 postos de trabalho e a manutenção dos 250 postos de trabalho já existentes na zona.
O empreendimento é o quarto projecto de potencial Interesse nacional desbloqueado pelo Executivo socialista, depois de Tróia Costa Terra e Pinheirinho.
Segundo o secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, o projecto «permitirá um aumento de 4,5 por cento do rendimento per capita da região e permitirá que, para além da ajuda e colaboração das marcas turísticas mais importantes do país, possamos afirmar outras zonas» como potenciais destinos turísticos.
O governante diz que a concretização do projecto vai permitir promover as regiões do Douro e Norte de Portugal como quarto destino turístico em Portugal.
A assinatura e apresentação do projecto têm lugar esta sexta-feira na Bolsa de Turismo de Lisboa, numa cerimónia que conta com as presenças do primeiro-ministro, José Sócrates, e do ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho.
Este filme foi-nos contado na TSF há 4 anos e meio, mas é bom relembrar para melhor julgar!
Apesar de tudo Presidente de Junta Rui de Sousa mantém o silêncio, apenas há ruído no aumento das obras na sua casa de campo! Na verdade neste País vale bem apena ser Presidente de Junta de Freguesia, apesar do magro vencimento, para não falar de Presidente de Câmara!

João Gomes disse...

Mais um atentado está a ser preparado pela UNICER com a descarada conivência do poder Autárquico: Junta de Freguesia e Câmara Municipal.
Casa de Chá do Hipódromo das Romanas que desde o Ano de 2003 já mostrava sinais de grave degradação do seu telhado, hoje está em total ruína. UNICER em 7 anos não esteve interessada em evitar tal RUÍNA! Presidente de Câmara Domingos Dias nem com a realização de festas Políticas neste local,com os mais altos cargos do seu Partido aproveitou para chamar à atenção da UNICER para evitar a destruição.
Mais grave é saber-se através de conversas de rua mas com fundamento que já foi contactado empreiteiro deste Concelho para proceder à sua total demolição e enterrar os escombros em local de maneira a que não dê nas vistas e sem qualquer critério, o que é proibido por lei, mas Domingos Dias, Rui de Sousa, Jorge Barroso, três Presidentes que pensam da mesma maneira, nada fazem, não se opõem a Pires de Lima, é caso para perguntar, porquê?
Tudo isto é chocante, mais um património que marca uma época se pretende destruir.
Torna-se urgente denunciar tais actos.
Sr. Embaixador leve este assunto com os seus conhecimentos e força política ao conhecimento de quem de direito, não permita mais este atentado.

Anónimo disse...

Encontrei no acervo da biblioteca da UTAD lá na Escola de enfermagem chaves, tres livros das Pedras, respetivamente dois de 1885, e um de1886 escritos por um médico director do estabelecimento hydrotherapico de Pedras Salgadas...

estou neste momento a ler os efeitos curativos descritos no 3º relatório...Acho estes excertos...
A atestar a qualidade do ponto de vista clinico...

pg 61
Antonio Augusto de campos Paredes, bacharel formado em medicina pela Universidade de Coimbra:
"Attesto que tendo feito applicação das aguas de Pedras Salgadas a doentes affectados de dyspepsias chronicas, de hyperemias chronicas de figado,proprias dos paises quentes, de eczemas chronicas e de outras molestias de pelle , alcancei resultados muito lisonjeiros, que me fazem considerar aquellas
aguas mineraes superiores a muitas outras do nosso paiz e á maioria das aguas do norte da europa,ha tantos anos preconisadas pelos grandes mestres da sciencia; o que, por ser verdade, e para constar onde convenha, confirmarei sobre juramento pelo meu grau, se tanto necessario fôr."

Rio de Janeiro, 2 de fevereiro de 1873._-Antonio Augusto de Campos Paredes

"Poderia citar bastantes factos da minha clinica em abono d`esta asserção.ha porém um que feriu notavelmente a minha attenção.
(Refere um caso de dyspepsia.)

No tratamento dos catarrhos gastro-intestinaes e dos calculos urinarios, maxime quando debaixo da forma de areias, não teem sido menos brilhantes os resultados que tenho obtido com as aguas de Pedras salgadas, resultados que me animam a recommendar em larga escala o uso de tão precioso medicamento, o qual nos seus efeitos corresponde não só ao que devia esperar-se da sua composição chimica, mas ainda á excellente fama de que já goza."

Fermentellos, 25 de Abril de 1879.
-José Paes dos Santos Graça, bacharel formado em medicina pela Universidade de Coimbra

In (Souza:1887,pg64)

Bem os livros são interessantissimos, até estou com pena de ter de os devolver amanhã
Isabel seixas

Anónimo disse...

Bom dia, Isabel Seixas e demais, sei que faz muito que escreveram esse post, mas ando a pesquisar sobre as águas de Pedras Salgadas. Sou arqueóloga brasileira, trabalho no Rio de Janeiro, e em escavações na cidade encontrei a base de uma garrafa de vidro com a marca de Pedras Salgadas e estou pesquisando sobre as propriedades medicinais atribuídas no século XIX a essa água. Me interessaram muito as passagens que colocaste do relatório do diretor do estabalecimento hidroterápico. Gostaria muito de ir a esses livros, porém, estou longe demais. Agradeço se alguém puder me auxiliar nessa pesquisa. Gratíssima, Sílvia Peixoto
Meu e-mail para contato é silviapeixoto@gmail.com