sábado, 16 de junho de 2018

Arte

Dois quadros ou dois filmes ou dois livros precisam de ser comparados? Por que diabo não olhamos a fabulosa arte de Cristiano Ronaldo em si mesma, na sua genialidade, no trabalho e dedicação profissional que tem por detrás, no brio e superação constante colocado no apuramento da forma física, na beleza do pontapé de bicicleta de há semanas, na geometria quase divinal daquele livre de ontem, na serenidade segura na hora da marcação do penalti? Por que é que temos de estar sempre a compará-lo com Lionel Messi, outro artista de grande nível, cujo rendilhado de jogo dá imenso prazer observar? A arte compara-se? Para quê?

7 comentários:

L M D disse...

Neste caso a única explicação que me ocorre é que, se compara o Cristiano ao Messi para alimentar polémicas ou, quem sabe, para vender jornais. Raramente ouço ou leio o óbvio, são dois génios que (na minha opinião) se adaptavam a jogar juntos na mesma equipa pela sua forma diferente de jogar.

Anónimo disse...

Diga-se que CR já tinha marcado um golo de bicicleta aquando da estrondosa vitória por 4-0 sobre a Espanha em particular realizado na Luz, pouco depois do Mundial da África do Sul. Infelizmente, o bonito golo de Ronaldo foi - mal! -, anulado, impedindo-nos assim de liquidar os campeões do mundo com um "chapa 5".

arber disse...


Peço desculpa, mas…
não consigo deixar de comparar o penalti falhado e o último pontapé de livre de Messi no jogo de hoje, com os magníficos momentos em que ontem CR7 bateu os espanhóis e nos maravilhou em idênticos lances!
Realmente, é difícil não imaginar que Messi tinha hoje a assombrá-lo, naqueles momentos em que falhou, as imagens da perfeição a que ontem assistiu.

Ana Vasconcelos disse...

Inteiramente de acordo. Ronaldo é genial e a arte não se compara. Sente-se.

Psicanalista disse...

.
Arte ?????????

Anónimo disse...

Concordo inteiramente com o anónimo das 00:06.
Seguramente que Messi sentiu a pressão da exibição magnífica de Cristiano e por isso desconcentrou-se e falhou.
Ainda vamos ter algumas surpresas neste Mundial, como ver países como Portugal e o México, por exemplo, nas meias-finais e outros como a Alemanha e a Argentina de fora desse grupo de 4! Não me admiraria.
Porugla, França, México e um outro, nas meias-finais? E depois, quem será o campeão. Porque não Portugal, sem querer ser patrioteiro?
Pode muito bem acontecer!

joana gouveia disse...

vamos lá deixar-nos de "patrioteirismos". o livre do Ronaldo é um grande golo, ponto final. o resto do jogo foi vulgar- Um penalti Infantil do Nacho, e um Peru do De Gea. Para mim que gosto de futebol há 50 anos , qua aidna vi o Benfica de Bella Guttman. que gosto do jogo enquanto "associacion" e não por estas picardias individuais, o que me preocupa é que a Espanha joga claramente mais, tem mais dinâmica coletiva, os jogadores tricotam a bola duns para os outros com uma naturalidade notável e que Portugal na 2ª parte antes do 3º golo, não fez um pontapé à baliza. Se o golo do Ronaldo depois de andar a marcar livres há mais de um ano de todos os lados e de todas as distancias, sem ter acertado um único é a única coisa que importa....