sexta-feira, 26 de outubro de 2012

24 horas em Lyon

1. Foi muito instrutivo anotar as várias interrogações no tocante ao futuro da Europa que ontem ouvi de um conjunto de qualificados empresários franceses, perante os quais fiz uma palestra em Lyon. Nela procurei fazer entender a nossa posição no processo integrador, sem esconder as fragilidades que nos são próprias, mas tentando simultaneamente que, da sua transparente explicitação, resultasse evidente que jogamos com todas as cartas em cima da mesa. Se bem que, neste momento, com uma evidente escassez de trunfos. Mas alguns trunfos continuam a existir, não sendo por acaso que os investimentos franceses em Portugal continuam a comportar-se de forma positiva.

2. Lyon é a sede da Euronews. Encontrei-me com o seu presidente, que se mostrou fortemente interessado em dar continuidade à cooperação que mantém com a RTP. Num passado recente, as emissões em língua portuguesa - e o trabalho dos portugueses que trabalham na Euronews - estiveram em forte risco. Alertei Lisboa, à época, para o assunto e, pelo menos por algum tempo, foi possível garantir um balão financeiro de oxigénio, com a ajuda da Comissão Europeia e, segundo o presidente da Euronews, muito graças ao empenhamento do deputado Ribeiro e Castro.

3. O "Banque BCP" é uma instituição financeira franco-portuguesa, com forte expressão no seio da nossa comunidade. Sempre que a tal solicitado, tenho procurado sublinhar o papel neste país de todas e cada uma das entidades económicas e financeiras com capitais portugueses, pelo que tive muito gosto em testemunhar a imagem de modernidade da unidade ontem apresentada numa das zonas mais prestigiadas de Lyon. A presença de muitos franceses no evento mostrou que a nossa banca está longe de ser "comunitarista".

4. A comunidade portuguesa em França não é imune às preocupações que, sobre o futuro, atravessam toda a sociedade portuguesa. Ficou-me isso claro nas conversas com vários dos nossos compatriotas que vivem na região de Lyon. Porque não vendo ilusões, não consegui dar-lhes grandes certezas que acalmassem as suas angústias, até porque as não possuo. Apenas lhes disse da minha profunda convicção de que vamos "sair disto", porque, felizmente, na nossa democracia e na negociação europeia, existem sempre saídas. E não ousei dizer aos nossos compatriotas que o slogan "tina" ("there is no alternative"), que a senhora Thatcher e os seus turiferários utilizavam para tentar convencer os britânicos de que o mercado das soluções se esgotava nas soluções do mercado, é de um tempo que já lá vai...

5 comentários:

patricio branco disse...

bom, util, cheio e interessante dia para o embaixador de portugal.
ps. lyon com a sua rhône merecia uma fotografia

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Senhor Embaixador

Quando vi o titulo preparei-me para ler uma reportagem sobre o Sirha, depois lembrei-me que é só no final de Janeiro de 2013

Portugalredecouvertes disse...

Sr. Embaixador
sobre os trunfos do país lembrei-me de duas notícias
(as boas noticias são como as más, valem o que valem!)
então aqui vão:

Most BEAUTIFUL COUNTRIES in the World
este site diz:Portugal in number 6.
http://www.ucityguides.com/cities/top-10-most-beautiful-countries-in-the-world.html

e esta ainda mais "bombástica"

February 27, 2012 | By Jessica Benavides Canepa

Cities With The World’s Best Looking Men: lisboa, os portugueses em 4ª posição

http://www.travelersdigest.com/267-best-looking-men/2/

Isabel Seixas disse...

"Porque não vendo ilusões"...inFSC

De facto às vezes não valorizamos o preço das dádivas, com limites, mas mesmo assim...Dádivas.

E com foto é muito mais real o salto do pensamento até lá.

Anónimo disse...

a proposito de duvidas e ilusoes

http://www.youtube.com/watch?v=3zi699WzAL0