quarta-feira, 24 de março de 2010

Ode Marítima

É excelente e de grande elegância gráfica a edição francesa da "Ode Marítima", de Fernando Pessoa, apresentada pelas Editions La Différence, que agora nos chegou.

Falámos aqui, há dias, da "Vie et Oeuvre d'Eça de Queiroz", de A. Campos Matos, também das Editions La Différence. Devemos a esta editora, sob a atenta direção de Joaquim Vital, o surgimento em França de algumas obras essenciais da literatura portuguesa.

E, já agora, vale a pena notar o fantástico sucesso que teve, este mês, em Paris, a apresentação da "Ode Marítima", no Theâtre de la Ville, uma casa sob a direção do franco-português Emmanuel Demarcy-Mota.

5 comentários:

Julia Macias-Valet disse...

Senhor Embaixador, como "perdi o barco" em Paris : ( , aqui deixo as proximas escalas da "Ode Maritima" para os que têm a sorte de estar no Sul de França a partir de amanha (25/03) e até dia 10 de Abril :

http://www.evene.fr/culture/agenda/ode-maritime-27446.php?programme#programme

1 Espectador SC disse...

Muito Boa Tarde,

Aproveito a minha regular visita ao seu espaço para informar a abertura de um novo blog dedicado exclusivamente ao debate de temas falados no programa de televisão Sociedade Civil. Como espectador, este meu novo espaço visa expressar as minhas opiniões sobre o assunto falado no dia. Aproveito a minha passagem pelo seu blog para divulgar, para que todos visitem e que sigam este blog. Serão todos bem vindos, bem como a colocação de links está em aberto. Se a colocação for feita neste seu espaço, colocarei também no meu, basta informar.

http://umespectador.blogspot.com/

Boa continuação e espero que apareçam.

Guilherme Sanches disse...

Não sei se conhecem a do outro que dizia:
- ninguém viu por aqui uma cedilha?
- não, porquê?
- é que ando à caca dela...
Estes teclados incompletos são muito traicoeiros.
Um abraço com cedilha e tudo o resto que contribua para uma boa estadia.

Guilherme Sanches disse...

Por favor, o comentário anterior seguiu para o sítio errado - é do post das palavras, naturalmente. Obrigado por colocá-lo no sítio certo.
Um abraço

Nuno Sotto Mayor Ferrao disse...

Caríssimo Senhor Embaixador Francisco Seixas da Costa, pela pertinência desta informação que nos deixa cheios de júbilo, como portugueses, por vermos o universalismo de Fernando Pessoa cada vez mais consagrado internacionalmente, como é o caso desta obra publicada em França! Por esta razão, republiquei, com nota da sua autoria e desta origem, este post no blogue do Movimento Internacional Lusófono in www.mil-hafre.blogspot.com

Saudações cordiais,
Nuno Sotto Mayor Ferrão
www.cronicasdoprofessorferrao.blogs.sapo.pt