terça-feira, 23 de outubro de 2012

Clark Kent

Onde isto chegou! Segundo a imprensa americana, na edição próxima das aventuras do Superman, o jornalista Clark Kent, uma espécie de "Mr Hyde" tímido da personagem, demite-se do "Daily Planet" por discordar da aquisição do jornal por um outro grupo de imprensa.

Não sei se os leitores do blogue estão familiarizados com as sagas do Superman, com o seu namoro eterno com Lois Lane, com as fragilidades que a "kryptónita" lhe provoca, para além dos ódios de Lex Luthor e outras imaginativas peculiaridades que fazem viver, há quase sete décadas, este sempiterno mito americano. Verdade seja que nunca teve um Pulitzer e não se lhe conhecem grandes peças de imprensa, mas essa parece ser a pecha dos "jornalistas" da BD, de que o Tim Tim é o melhor exemplo.

Hoje, ao ver-se a Controlinveste em riscos de ser dirigida da Maianga, com o "Público" já quase sem ele, com a "Lusa" a definhar e a RTP pelas ruas de uma progressiva amargura, tudo indica, de facto, que só um Superman terá condições para resgatar este estado de coisas. Ninguém quer contratar o Clark Kent? Talvez dessa forma nos convencêssemos de que tudo isto não passa de uma simples ficção, embora de gosto duvidoso.

9 comentários:

João Melo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
patricio branco disse...

é de facto o desaparecimento ou desmoronamento dum mundo a que estávamos habituados. melhor não ligar muito a um dn jn dnm que não serão mais isso mas outra coisa, ao publico que termina, à rtp que etc etc. é que tambem descobrimos situações substitutivas, há 3 ou 4 anos que não compro jornal diario ou semanal, que só abro a tv um pouco à noite para ver algum filme ou debate, e não é por isso que estou pior informado, alem de que algo poupo em jornais e em edp ou edm.
que poderia fazer clark kent? voar a angola e voltar?
há de facto uma privatização que me preocupa pela utilidade nacional que tem, a da tap.

Anónimo disse...

havera, parece-me, dois tipos de bom jornalismo
um de formacao/informacao

(ex: um bom artigo sobre a desertificacao do interior)

e outro do tipo escandalo caso de justica
(ex: presidente de camara e suas luvas)

o primeiro vende pouco
e quem quiser estar infomado
nao precisa, hoje, de um jornal


o segundo, por outro lado, é neste momento relativamente inocuo.

o jornalismo de investigacao transformou-se em entertainment
entre outras coisas pela
constante injustica e impunidade .
(depois de um caso sa fernandes para quê falar de corrupcao e amiguismos!...)


(note-se o lado justiceiro tanto de timtim como do superhomem)


ao mesmo tempo o nivel cultural da generalidade dos jornalistas baixou ao nivel das bacterias.
(talvez nao fosse ma ideia fazer testes de entrada nos jornais, mas como, com tanto jornalista mal pago)


mais vale entao deixar-se embalar pela modorra desta sociedade e passar o tempo com os implantes de alguma semideusa da celulite e os autogolos do sporting;

a espera de melhores dias...



Fada do bosque disse...

É sr. Embaixador... toda a "realidade" não passa de uma ficção e quem acorde para a realidade em si, dar-se-á conta que vive num mundo dantesco, embora o PU, Pensamento Único ocidental, tenha o cuidado de afirmar que são teorias da conspiração...
Que diria o Eça se vivesse nestes tempos, onde estamos mais isolados uns dos outros do que se muralhas como a da China, fossem levantadas entre cada País? Abolição de fronteiras, abolição da liberdades individuais, impedimento do acesso a informação verdadeira. Envenenamento mental diário através da TV e restantes Media. A alienação generalizada.

Citando Patrício Branco:
"é de facto o desaparecimento ou desmoronamento dum mundo a que estávamos habituados."

ARD disse...

Segundo o "Pu'blico", a saída de Clark Kent deve-se a' venda do jornal "a um conglomerado de media", deixando entender que o "Daily Planet" ainda não fazia parte de "um grupo" e mantinha, portanto, uma saudável individualidade.
Talvez a Lusa ou a RTP, ameaçadas pela voragem papirocida que abala Portugal, possam recorrer 'a solidariedade do distinto jornalista americano e, portanto, da sua identidade secreta.
Já agora, podia tratar-se da saúde a alguns pequeninos aspirantes a Lex Luthor que assombram o pai's há ano e meio.

Anónimo disse...

Eu diria que o Clark Kent é mais o Dr. Jekyll, mas em rigor, nem um nem outro, já que o Superman nunca perde os super-poderes nem se transforma, apenas se disfarça de tímido jornalista. MAs em matéria de super-heroísmo jornalístico prefiro o homem-aranha, que como sabe é repórter fotográfico e tem mais sentido de humor.

DL

Catinga disse...

Já repararam como todos os nomes em Português estão a ser substituídos pelas versões originais em Inglês?

Deve ser mais um sinal da crescente importância que damos ao nosso idioma...

EGR disse...

Senhor Embaixador : infelizmente não estamos diante de ficção mas de uma deploravel realidade; as causas serão certamente diversas.
Todavia continuo a pensar que muitos jornalistas(?) tem dado grandes contributos para o panorama actual sem perceberem,ou não querem perceber, que quando quem os emprega entender que eles já não "lucrativos",porque já foram atingidos determinados objectivos, os enviarão simplesmente para o desemprego.
Mas então os danos causados serão,porventura, irreparaveis.

Anónimo disse...

Pois é.... Não sei se o que se viveu foi um sonho e agora caímos na real. É no entanto um acordar pouco simpático quando nos tinham prometido a abastança até ao fim dos tempos. Eu... não sei....mas nunca acreditei muito no que nos diziam. Wait and see. Quando a esmola é grande o pobre desconfia. vamos ver... Nunca percebi onde se ía buscar tanto dinheiro para distribuir aos pobres.