sábado, 15 de agosto de 2015

Conversas no Pereira (7)

- É fantástico que, depois de tantos anos, tenha sido possível hastear a bandeira americana em Cuba. Como diplomata, deves estar orgulhoso...

- Estou e não estou. Há bandeiras e bandeiras. Por exemplo, há uma bandeira americana que eu bem gostava que saísse de Cuba...

- Não estou a perceber!

- É a bandeira que está em Guantanamo.

7 comentários:

Majo disse...

~~~
~ A bandeira que oficializa
uma das maiores vergonhas dos USA e da humanidade...
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Ana Vasconcelos disse...

Muito bem lembrado!

Anónimo disse...

Inteiramente de acordo consigo, Francisco! Uma vez, quando frequentava a Escola da Nato em Roma, coloquei essa questão a um simpático Senador americano que ali foi fazer-nos um briefing e ele ficou sem saber bem o que dizer, mas lá se foi justificando, ou melhor, explicando as razões que assistiriam aos EUA, que não convenceram ninguém. Nem mesmo os ingleses presentes.
Essa bandeira é um simbolo de uma ocupação ilegítima que não deveria existir. Fez mal o governo cubano em aceitar reactar relações com Washington sem previamente esperar pela saída dos EUA daquela porção de território cubano. Em tempos, os EUA, com Bush pai, lançou-se numa guerra com o Iraque de Sadaham Hussein, a primeira, após a tentiva de ocupação daquele país no Kwait. No caso vertente, como são os EUA, é-lhes permitido ocupar e manter sine die essa ocupação de uma porção de território estrangeiro, sem que ninguém reclame!
Já quanto ás futuras relações diplomáticas, só espero que Cuba não volte a ser um lupanar dos EUA! Como era antes de Fidel.

Joaquim de Freitas disse...

Bravo,Senhor Embaixador. Reconheço-o.

Joaquim de Freitas disse...

Cette nuit, la première du blocus, il y avait à Cuba quelque 485550 voitures, 343300 réfrigérateurs, 549700 postes de radio, 303500 téléviseurs, 352900 fers à repasser, 288400 ventilateurs, 41800 machines à laver, 3510000 montres, 63 locomotives et 12 paquebots. Tout, à l’exception des montres suisses, avait été fabriqué aux Etats-Unis.

Gabriel Garcia Marquez

Portugalredecouvertes disse...


Nunca percebi como é que se diz que os USA e Cuba estavam de ligações cortadas se o
Guantánamo é em Cuba ?! seguramente que havia gente que ia e vinha
é que os EUA já têm um território tão vasto e ainda precisavam ou precisam dum pedaço da pequena ilha ?!

patricio branco disse...

guantamano, gibraltar, ceuta, melilla, em frança há 1 enclave espanhol junto aos pirineus, enfim, espinhas metidas num território mas que lá ficarão em principio. penso que guantanamo é uma zona a prazo, cedida durante 99 anos não sei quando, um dia terminará, mais fácil que gibraltar ou ceuta