sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

A dívida

Há quem se surpreenda pelo facto dos socialistas não se associarem à proposta do PCP no sentido de relançar o debate sobre a reestruturação da dívida pública portuguesa.

Não sei qual é a surpresa! Os socialistas - e não se confundam os socialistas com algumas vozes socialistas, por muito qualificadas que elas sejam - sempre disseram, enquanto entidade com responsabilidade política, que o problema de uma eventual renegociação da dívida pública portuguesa era uma matéria que apenas poderia ser abordada num contexto de debate no seio das instituições europeias, pelo que nunca tomariam qualquer inicativa unilatetal sobre a matéria. Fazê-lo seria passar uma mensagem de desconfiança quanto ao empenhamento de Portugal cumprir internacionalmente os seus compromissos.