domingo, 27 de dezembro de 2015

Buraco Sagrado



Há dois dias, falou-se por aqui do Buraco Sagrado, uma das zonas mais "secretas" de Vila Real. Nem imaginam a quantidade de pessoas da cidade que ou nunca ouviram falar do nome ou ouviram mas não fazem a menor ideia de onde fica esse local, que a toponímia local não regista.

As coincidências fazem parte da vida. E ontem, ao final da tarde, estive na casa de uma pessoa que é proprietária de um quadro do pintor Trindade Chagas, datado de 1928. Olhei para ele e vi que reproduz precisamente uma zona do Buraco Sagrado. Ele aqui fica, bem como a informação de que o Buraco Sagrado é uma zona por detrás do antigo hospital e do liceu, sendo acessível por ambos os lados. 

Posso imaginar que esta informação não seja de grande utilidade para muitos leitores deste blogue, espalhados pelo mundo, mas quantas informações inúteis não coletamos nós ao longo da vida? Assim, se um dia vier a baila o nome de Buraco Sagrado, já sabe!

8 comentários:

Anónimo disse...

Esse buraco não conheço. Mas os outros que há por aqui, vou conhecendo um pouco...

Anónimo disse...

É tempo de alegorias...

Portugalredecouvertes disse...


Que hajam sempre lugares como esse sagrados para alguém!

João Couto disse...

O "Buraco Sagrado" é também conhecido pelo lugar do Jazigo. Conheço e nos anos 60 percorri várias vezes esse percurso em bricadeiras com os meus colegas de turma do Liceu Camilo Castelo Branco. Velhos tempos! Era o tempo da "Vaca Velha" e da Dª Perpétua, da "Bichoqueira", do António "Bertelo" e das Meninas "Marianas", do coveiro do Cemitério de S. Dinis, o Vitorino e dos contínuos do Liceu, o Sr. Rocha e o Sr. Marques e do mais conhecido professor de Francês o Dr. Abilio Fontes , conhecido por "Cocas". Outros tempos!...

Anónimo disse...

O Buraco Sagrado não é na rua do Jazigo!

Anónimo disse...

Tem razao o anónimo das 13 e 49. Efetivamente a rua do jazigo é a que desce vindo diretamente do antigo Hopsital e o Buraco sagrado depois aparece do lado esquerdo da mesma.

Anónimo disse...

ó Embaixador, quando esta pseudo elite lhe der algum remoque por o senhor falar amiude e ainda bem das memórias da nossa cidade, faça como eu nao ligue. Sabe é o tipo de gente que gostaria de ter aqui um blogue tipo a anunciar festas desse recalha da linha, em que as damas desses fulanos que tano protestam quando fala destes assuntos, se lambusam em tudo e todos. Tenho dito.

patricio branco disse...

Ficamos com uma belíssima pintura, um quadro bom de ver, mesmo não conhecendo o "buraco sagrado"