terça-feira, 29 de junho de 2010

Espanha-Portugal

Segundo a TF1, num comentário, prevendo o jogo de hoje: "Des cousins qui ne se font pas de cadeaux"...

9 comentários:

Helena Sacadura Cabral disse...

Ou: hermanos si, pero distantes e distintos!

José Martins disse...

Uma chatice....
Lá vou perder mais uma noite...
Em Banguecoque quando o jogo começar são 1,30 da manhã. Vejo o jogo graças aos canais de televisão de Banguecoque.
A RTP não tem pedalada para nos oferecer o jogo em directo.
Só depois da vitória ou da derrota que não tem graça que valha.

Gil disse...

Hoje é o fim de Tordesilhas...

Jose Martins disse...

Que a rapaziada no campo de luta se portem bem e que não andem por lá à canelada.
E lá do céu o Dom Nuno Alvares Pereira os abençoe.

Anónimo disse...

Prognóstico: Portugal 2 – Espanha 0 (idêntico ao do Professor Marcelo Rebelo de Sousa, no Domingo passado, na TVI). A ver com um branco fresquinho e umas “pataniscas” de Pata Negra, com pão alentejano. Seguindo-se um jantar, entre amigos, a “esmiuçar” a derrota…espanhola. E Queirós a marcar mais uns pontinhos no seu “crédito”. Mas amigos até sempre (Portugal e Espanha, um país que muito aprecio, por razões de vária ordem, que vão da Cultura à Gastronomia).
P.Rufino

Catia disse...

A caminho do trabalho esta manha na baixa de Toronto, so se via carros com bandeiras portuguesas, nao vi nenhuma espanhola. q portugal esteja inspirado pq talento eles tem, so tem q estar e inspirados....

Julia Macias-Valet disse...

Isso depende dos primos de cada um...

Kautilya disse...

Entonces, qué comentarios hacen ahora? Hablar después es màs difícil...

Anónimo disse...

Caro/a Kautilya, pois, pois. Diria o seguinte: ganhou quem jogou melhor. Ganhou a melhor equipa em campo. Ganharam os jogadores que mais se empenharam. Ganhou quem meteu o golo da vitória. Ganhou e bem a Espanha. Parabéns!
Por mim, soube-me igualmente bem o tal Pata Negra, espanhol, com pão alentejano e o branco, português. E esmiuçamos neste caso a desastrosa equipa nacional.
Uma final entre Argentina e Espanha?
Quem sabe!
P.Rufino