terça-feira, 10 de março de 2009

A ASAE e os táxis do Aeroporto

Embora saiba que esta não é uma posição popular, afirmo abertamente que sou um adepto da acção ASAE - a (para muitos famigerada) Agência de Segurança Alimentar e Económica.

O trabalho da ASAE repercute um tempo novo na defesa dos direitos dos consumidores portugueses e, por mim, não estou minimamente disponível para me juntar ao coro populista de quantos acham que o nosso país viveria melhor sem essa estrutura de controlo de serviços e, em especial, aos que entendem que Portugal deve manter-se liberalmente no mundo do "jeitinho" e da flexibilização de procedimentos. Às vezes, com patéticos argumentos de tradicionalismo e de românticas pulsões saudosistas.

Mas a ASAE, por mais eficaz que seja, tem ainda à sua frente um desafio que, a ser concretizado, constituiria a sua verdadeira coroa de glória: pôr na ordem o verdadeiro escândalo que constitui o serviço de táxis na zona das chegadas do Aeroporto de Lisboa.

Como diplomata, há anos que oiço, impotente, reclamações de amigos estrangeiros que se queixam do mau serviço prestado por muitos taxistas que operam nessa área, que vão desde a sua atitude pessoal deselegante (e isto é um refinado eufemismo) aos constantes abusos em matéria de preços e outras práticas que nós, portugueses, bem conhecemos. Aliás, chega a ser instrutivo falar com taxistas que não operam nessa zona - de onde eles próprios são excluídos, para evitar concorrência - para se ter uma melhor ideia do que se passa nessa espécie de "Chicago" da sua profissão.

Infelizmente, e como muitas outras pessoas, faço parte do grupo "cobarde" dos que preferem ir apanhar um táxi, no Aeroporto de Lisboa, à zona das partidas, para não ter de me confrontar com a elevada possibilidade de situações desagradáveis na zona das chegadas.

Se a ASAE conseguisse pôr cobro ao que se passa com os táxis nessa zona, estou certo que muitos lhe agradeceriam e que, com isso, a sua imagem pública melhoraria imenso.

18 comentários:

Margarida disse...

Já é o segundo 'testemunho', esta semana, dessa atitude 'escapatória'...
Uma infâmia que se prolonga.
O que está na base? Falta de educação, de civismo, de sentido do que é ser-se 'profissional'.
Porque não o é só saber-se conduzir (isso, também eu!).
Servir nada tem de humilhante ou redutor.
É o cumprimento de uma missão. É uma função. Não tem conotações negativas nenhumas; só aquelas que lhe queiramos dar. E só lhas podemos atribuir a raiar a nobreza. Ponto final.
Mas os senhores 'chauffeurs de praça' não têm a mínima ideia de semelhante e não existem 'acções de formação' que compensem boçalidades entranhadas.
Depois queixam-se...
ASAE em força: já!

num relance disse...

faço o mesmo :-( qdo preciso de táxi vou às partidas, o lado civilizado do aeroporto

manelserra disse...

Totalmente de acordo ! É um inferno chegar de avião a Lisboa e ter de tomar um táxi ! Obrigado pela sugestão "cobarde" que utilizarei de bom grado na próxima vez ! Abraço

CC disse...

Essa classe refinada,que um dia mereceu,de uma bióloga e escritora de outra praça,mas nossa também, a definição de "grunho"...Não me preocupei em ir ao dicionário...Mas adoptei o termo!Eles andam aí todo o dia à solta.

Anónimo disse...

Estou inteiramente de acordo com Embaixador Francisco Seixas da Costa. E já agora com Margarida..."ASAE em força já"!
Por razões profissionais, tive ocasião de conhecer o I-G daquela Autoridade e fiquei bem impressionado.
A sua acção é útil e imprescindivel, sobretudo num país como o nosso, onde o facilitismo é "norma".
Tal como FSC, também não me junto ao coro populista que é contra a ASAE. Ainda bem que existe!
Ainda bem que este tema vem à baila. Quanto à questão dos táxis, é simplesmente lamentável.
Já tive problemas sérios por causa disso também.
Um abraço solidário a Francisco Seixas da Costa.
P.Rufino

Rui M Santos disse...

Tambem faço parte dos que, sempre que precisam de um táxi, na chegada a Lisboa,rumam à zona das partidas. Fiquei cansado de ser roubado e insultado durante anos consecutivos. E o pior é que eu não acho que seja "cobardia", pois apresentei queixa de dois taxistas e, que eu saiba,sem consequências !
Tambem eu acho extremamente importante o trabalho da ASAE, e tem muito com que se ocupar.
Só que, como diz o povo, " o que é demais não presta...".
Prossigam a sua missão, sem serem "mais papistas do que o Papa...".

Rui M Santos

Fernando Correia de Oliveira disse...

Devo ser um dos recordistas das queixas formais apresentadas contra os taxistas do Aeroporto de Lisboa - até fiz um depoimento para um programa de direitos de consumo na RTP, por sugestão da DECO, entidade para onde envio sempre cópia das queixas, que vão para a ANTRAL, até hoje sem qualquer resposta. Também eu passei há anos a usar a praça de táxis das partidas como truque para evitar a máfia nas chegadas. Mas, desde há cerca de um ano, a mafia e os seus métodos mafiosos alastrou às partidas. O que se passa no Aeroporto é uma vergonha nacional.

Anónimo disse...

Mais um no "Coro" - há anos só tenho tido problemas com os taxistas no aeroproto de Lisboa - um escândalo e uma vergonha!!! Recuso-me a ter que ir apanhar os taxis nas partidas...!!! Até fisicamente já fui ameaçado...!!
Que se multipliquem por mil as ASAES todas, não só neste sector como igualmente por muitos outros...!!! Talvez o nosso País melhore !!!

Melo e Lima

oscar carvalho disse...

Completamente de acordo.
A acção da ASAE é plenamente louvável. Se há leis mal feitas mudem-se! Mas quem as faz cumprir nunca pode ser culpado de excesso de zelo. A ASAE não tem o direito de legislar, portanto não deve decidir sobre o que deve "suavizar" e o que deve "agravar".
Quanto aos taxis no aeroporto, também de acordo. Agora peço a alguém da família que me vá buscar...

Helena Sacadura Cabral disse...

Sem ser populista e entendendo bem o seu recado àqueles que, por vezes, se servem dessa manha eleitoralista - ai quem a não usa, nesse eliptico meio da política? - estou inteiramente de acordo consigo e com o Rui M Santos quando refere o risco da ASAE poder ser, em algumas ocasiões, mais papista que o próprio papa!
Mas pergunto: não será estranho que a ASAE, tão pronta e eficaz, não tenha conseguido, ainda, acabar com o monopólio da "mafia taxista do Aeroporto"?

Isabel disse...

E se tiverem o azar de viver no Lumiar como eu... então nem os "grunhos" das chegadas nem os "grunhos" das partidas. Prefiro ajudar a enriquecer a administração dos parques de estacionamento do aeroporto de Lisboa e deixar lá o carro diversos dias a ter de apanhar um táxi para casa...

ié-ié disse...

Também eu sou um dos fervorosos adeptos dos taxis da zona das partidas. E não, não me sinto um cobrade. Aliás, este é um truque que me foi ensinado há uns anos por... um taxista da zona das chegadas!

E para quem mora ao pé das Torres de Lisboa....

Até a PSP eu tive de chamar um dia...

LT

Dulce Dias disse...

Eu sou mais uma 'cobarde' que vai à zona das partidas, de facto. Mas a verdade é que a máfia dos taxistas de aeroporto - ou de grande estação de comboios internacional - deve ser, na minha modesta opinião, um vírus sem fronteiras.

Apanhar um táxi no aeroporto de Lisboa, no Charles de Gaulle, em PAris, na gare de Lyon, em Paris, ou no aeroporto internacional de Rabat, em Marrocos é mais ou menos a mesma experiência horrível.

Deve ser uma dessas provas científicas em como os seres humanos se desenvolvem da mesma forma em ambientes semelhantes... :-(

Abraços lusos em Lyon
DD

Anónimo disse...

Não estou de acordo com o Sr. Fernando Correia de Oliveira. Eu sou taxista e Diariamente presto serviço na praça das partidas do aeroporto, e posso garantir que 95% dos taxistas desta praça são honestos e os 5% restantes são "taxistas" da praça das chegadas que esporádicamente vão fazer serviço ás partidas pelo motivo de não haver lugar na praça deles.
Eu estranho é que tudo o que se passa nessa praça é feito impunemente.
Poeque é que a ANA não faz como nos aeroportos de S. Paulo no Brasil?. O Serviço de táxi é pré-comprado e o taxista não lida com dinheiro.

Anónimo disse...

Estes taxistas da chegada do aeroporto de Lisboa deveriam ser todos presos por danos morais e físicos contra seus "clientes"!!!!! São loucos,depravados e ameaçam a segurança pública!

Anónimo disse...

Estes taxistas da chegada do aeroporto de Lisboa deveriam ser todos presos por danos morais e físicos contra seus "clientes"!!!!! São loucos,depravados e ameaçam a segurança pública!

Edward Pessano disse...

Olá pessoal, parece até brincadeira, mas tive duas estadas em Lisboa a pouco e também sofri com comportamentos dos taxistas, primeiro através de preço abusivo e segundo pela destratamento. Sou brasileiro e apesar de meu pais possuir vários problemas, certos serviços como o de taxi, são bem regulados e fiscalizados. Acho que Portugal, especialmente Lisboa, deveria tomar providências mais eficazes para inibir estes acontecimentos

Anónimo disse...

Meus senhores e minhas senhoras, eu sou um dos tão mal afamados motoristas de taxi que por estes lados servem então para que todos limpem os sapatos ao bel estilo de tapete na porta de entrada.
Bem sei que este meu comentario em forma de desabafo não se aplica a todos, mas como a maioria aqui nem sequer se eu ao trabalho de dizer "ALGUNS MOTORISTAS DE TAXI" porque a grande maioria são pessoas de doa indole e com muita educação alem de terem muito orgulho e brio na profissão que têm e que a tantos por este pais a fora tem servido tão bem.

É verdade sim que existem muitos motoristas de taxi que não são merecedores desse titulo pela sua ma conduta que apenas deita na lama o bom nome de uma atividade nobre como é a nossa e da qual me orgulho de fazer parte, mas eu pergunto;

Entre todos estes ilustres comentadores que de forma tão elegante deitaram um pouco mais de lama nesta atividade ja tão enxovalhada, existem concerteza, professores, adevogados, politicos(caso do sr Diplomata que escreveu o artigo), policias, barbeiros, talhantes, etc...

Nas vossas actividades são todos serios? Não existem maus profisionais tambem? Voces vêm para a praça publca falar dos maus colegas que vocês têm e que tambem enganam, roubam e maltratam as pessoas?

Claro que não, pois é mais facil falar dos outros pois se falarmos muito da nossa actividade podemos ainda ser atingidos o que não seria nada bom.

E o sr Diplomata que escreveu este artigo, porque em vez de vir atear um fogo que ja arde hà demasiado tempo, porque não diz aqui as pessoas que voces os polticos são os principais responsaveis por esta situação, já que inventaram essa coisa a que voces chamam certificação profissional mas que na realidade serve apenas para cobrarem mais 800€ as pessoas para poderem exercer a actividade de motorista de taxi mas nem sequer dão formação adequada pois durante varios meses os formadores limitam-se a falar do codigo da estrada mas nada de formação sobre como ser motorista de taxi.

Que fique aqui bem esclarecido que sou a favor de se acabar de uma vez por todas com os maus profissionais , mas eles não existem so nos taxis e foi apenas por isso que resolvi responder a este artigo vindo de alguem que deveria ter tido a coragem de explicar porque se cobram 800€ para a formação de motoristas de taxi e depois nao se da a formação adequada para a actividade. Porque sabemos que existem maus profissionais nos taxis e tambem nos queremos acabar com eles, mas é triste quando vemos as pessoas a falar desta forma sem se darem ao trabalho de fazerem uma destinção entre as pessoas nesta actividade.

Eu fui assaltado 6 vezes no mesmo ano, e eles não eram taxistas, eram talvez medicos, adevogados, padeiros, eletricistas, etc... ou seja podia ser qualquer um de voces que aqui teceram comentarios e juisos de valor sobre os taxistas, não foi sobre ALGUSN foi SOBRE OS TAXISTAS.

Espero que fiquem bem e que se tornem pessoas melhores , mais cultas e mais bem educadas no futuro.