sábado, 2 de janeiro de 2016

Futeboys

A nossa diligente imprensa de investigação, que tão afoita se mostra quando lhe dá para cuscuvilhar a vida de um qualquer cidadão, não tem a mesma curiosidade sobre a vida financeira (nomeadamente dívidas à banca e situação fiscal) das grandes agremiações futebolísticas. 

Aí, sim! Os números seriam importantes, quase a contarem para o défice...

Seria bonito, mas a cobardia, pelo medo ao boicote organizado dos adeptos das várias cores, atenua o escrúpulo profissional e não permite o empenhamento, não é?

7 comentários:

josé ricardo disse...

A respeito destes badaladíssimos negócios entre os três clubes e as operadoras de comunicações ainda ninguém esboçou a questão que deveria estar subjacente a tudo isto: e os outros clubes, como ficam? Ou seja: em Portugal, com o nosso típico provincianismo futebolístico (em que outro país vemos estádios vazios ou a equipa visitante ter mais adeptos no estádio do que a equipa visitada?!...), tem-se cavado um fosso cada vez maior entre os três clubes e os restantes. Vendo bem as coisas, havia mais lógica num campeonato a três.

Um abraço e um bom ano,
José Ricardo

Anónimo disse...

As Finanças não têm tempo nem funcionários. A um amigo meu, que involuntariamente não pagou 800,00€, mas que depois pagou, passados 3 meses, sofreu a ameaça de penhora de bens, os juros da dívida continuam a avolumar-se porque as Finanças não tem empregados suficientes para dar baixa do pagamento no sistema informático. Isto tem tanto de grave como de ridículo. Para os milhões se escaparem entre os dedos da mão, também não há gente. E só vão a quem têm a certeza de que paga.Os que não pagam, coniventemente, laureiam a pevide e são uns senhores... Assim não vamos lá.

Karocha disse...

Tem toda a razão Caro Embaixador !!!

Anónimo disse...

Caso se trate de dinheiros públicos, tem toda a razão. Mas se são negócios privados não envolvendo falcatruas ao Estado não tenho qualquer interesse em saber.
Ao contrário do que muitas vezes ouço, sinto algum gosto de saber que o Ronaldo é o futebolista mais bem pago do mundo. Dão- lhe o dinheiro pelo que faz! Não dão?
Tal como um meu amigo advogado quando eu lhe digo que ganha muito dinheiro. Ele responde: então eles querem que eu lhes areje o dinheiro e eu arejo.

Francisco Seixas da Costa disse...

O Anónimo das 16.14 teria toda a razão se acaso não fossem dinheiros públicos a acorrer às imparidades bancárias, também por via de negociatas clubescas...

Francisco Seixas da Costa disse...

... e quanto ao Ronaldo, 100% de acordo!

alvaro silva disse...

Ora!... Esses assuntos deveriam ser entregue aos tribunais desportivos......E depois eles é que prestavam contas ao fiscio. Uma Mafia combate-se com gente de "dentro"